De volta ao passado… (114)

Recém chegado de Paris,  após conclusão de estudos, Tarcísio e Irma se encontram para celebrar o amor. A data foi do casamento, foi no dia 25 de janeiro de 1982 – dia do aniversário da cidade de São Paulo.
O sacramento do matrimônio foi celebrado pelo, então padre Francisco Canindé Palhano (atualmente bispo de Petrolina/PE e irmão do noivo), na paróquia Imaculada Conceição, em São Paulo/SP.Tarcísio, filho de José Palhano Filho (‘Dedé Palhano’) e Ana Maria Torres Palhano (‘dona Nitinha’). A noiva, filha de Aldo de Carvalho ( Aldo dos ‘Correios’) e Ilda Santos de Carvalho.
Após a cerimônia, foram recepcionados pelos padrinhos e amigos e, em seguida, viajaram em lua de mel para Campos do Jordão e Rio de Janeiro.

Passados 40 anos  desse acontecimento, Irma Palhano escreve este emocionante texto:

“Quarenta anos de casados!

Conquistas, aprendizados , responsabilidades, união, discernimentos, compreensão, erros , acertos, respeito, tudo era muito alto para a nossa percepção de jovens, comparados a nova era digital .
Com muito amor, união, conseguimos formar a nossa família com três tesouros que chamamos de filhos e agora os netinhos, que são a razão para ratificar ainda mais o nosso amor e eternizá-lo.
Bodas de Esmeralda!
Que sejamos reluzentes como Ela, verde brilhante, cor da esperança, do amor, do aconchego familiar, da renúncia para nunca perder o brilho que ofusca aos olhos de quem correr atrás da esperança, da vida plena, do amor, do conhecimento, perseverança , alicerçados nos ensinamentos , que o Senhor nos ensinou.
Assim se fez o juramento:
“…recebe está aliança em sinal de nosso amor…e, por todos os dias de nossas vidas…”

Lá se vão 40 anos…

Compartilhar em:

3 Comentários

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.