Vereadores de Parnamirim são alvos de operação do MP

O Ministério Público Eleitoral deflagrou nesta sexta-feira (18) a operação Dízimo para investigar cometimento de falsidade ideológica eleitoral, lavagem de dinheiro, peculato e associação criminosa na cidade de Parnamirim.

As primeiras informações são conta que eles foram presos temporariamente em cumprimento a mandados de prisão. Eles são suspeitos de praticar crimes eleitorais como compra de votos nas últimas eleições municipais.

A operação que conta com a participação de 15 promotores de justiça, 17 servidores do Ministério Público e 68 policiais militares, cumpre mandados de prisão temporária e outros, de busca e apreensão em Parnamirim.

Entre os alvos presos da Operação Dízimo, deflagrada na manhã desta sexta-feira (18) estão dois vereadores e um ex-vereador de Parnamirim. O Blog já teve acesso aos nomes dos presos. São eles: Ítalo e Rhalessa(mandatos atuais), e ainda o ex-vereador Pastor Alex.

A Operação Dízimo investiga o crimes de falsidade ideológica eleitoral, lavagem de dinheiro, peculato e associação criminosa na cidade de Parnamirim. Ao todo, a operação Dízimo cumpre mandados de prisão temporária e outros, de busca e apreensão em Parnamirim. A ação contou com a participação de 15 promotores de Justiça do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), 17 servidores do MPRN e 68 policiais militares.

Compartilhar em:

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.