“Arlidão” recebe o nome do desportista Esdras de Souza

O Ginásio Poliesportivo Arlindo Duarte Dantas, de São José de Mipibu, conhecido popularmente por “Arlindão”, deverá ter o nome do patrono retirado daquela praça desportiva. Substituindo o antigo nome, a praça desportiva recebe o nome de” Esdras de Souza” por proposição da vereadora Verônica Senra (MDB), que ingressou com um Projeto de Lei, denominando o Ginásio Poliesportivo “Arlindão”, de “Ginásio Poliesportivo Desportista Esdras de Souza”.

O nome anterior do Ginásio Poliesportivo Arlindo Dantas – o “Arlindão” – foi retirado por determinação da Promotoria de Justiça da Comarca de São José de Mipibu, que abriu Inquérito Civil Público, para apurar denúncia de uso de nome de pessoa viva em prédio público municipal.

QUEM FOI ESDRAS DE SOUZA

Esdras de Souza, nascido em 14 de maio de 1938, natural de São José de Mipibu, filho de Caetano Angia de Souza e Ana Maria de Souza, irmão de Elzieelem de Souza, comerciante de tecidos nos tempos áureos de Mipibu, faleceu em 30 de maio de 2020, aos 82 anos. Apaixonado por futebol, jogou no arsenal Sport Club e outros times locais, exerceu a função de diretor de esportes na gestão do Prefeito Arlindo Dantas de 1997 a 2004, deixando como principal legado a construção do ginásio poliesportivo municipal ainda na sua gestão promoveu vários eventos esportivos, como corridas de ruas , campeonatos de futebol, jogos escolares,  incentivou as agremiações esportivas e de lazer e apoiou os atletas que representavam o município a nível regional e nacional. Era um apaixonado pelo esporte, homem íntegro e sincero com seus pares.

O jornalista Daltro Emerenciano, fala de Esdras, por ocasião de seu falecimento.

É com pesar que anunciamos o falecimento do amigo Esdras de Souza, 82 anos de idade. Esdras foi protagonista dos anos dourados do comércio de São José de Mipibu.

Ainda jovem, Esdras foi ajudante na loja de tecidos que pertencia ao então comerciante Djalma Emerenciano, que deixando o ramo de tecidos para administrar a primeira farmácia na cidade de São  José de Mipibu, a “Farmácia São José”, passou para o colaborador Esdras de Souza a missão de seguir com o comércio varejista de tecidos, assumindo a partir daquele momento os compromissos do comércio, sem ter que pagar qualquer quantia pelo estoque existente naquele momento. Era um tempo em que o valor da amizade estava acima de qualquer outro interesse.

Nas décadas de 60 e 70, comerciante bem estabelecido, Esdras aproveitava o finais de semana jogando futebol e frequentando a lagoa do Bonfim, único espaço de lazer que reunia as famílias mipibuenses à época.

Durante toda sua vida Esdras teve duas grandes paixões: o América Futebol Clube e o MDB, partido político que defendeu desde os áureos tempos do saudoso ex-governador Aluísio Alves.

Solteiro, Esdras morava acompanhado da única irmã, Zélia de Souza, que também é solteira. Além da irmã e parentes, Esdras deixa uma legião de amigos e algumas linhas na história do município.

O que disse Ubirajara Freire  sobre  Esdras  de Souza

“Esdras foi um excelente lateral direito, muito disciplinado. Jogamos juntos, nos anos 60, no Arsenal e no Comercial da Escola Comercial de São José de Mipibu. Bom marcador, jamais foi violento e nunca foi expulso de campo. Além de tudo, bom amigo, ótimo comerciante e companheiro nas horas fáceis e difíceis”.

1 Pessoa comentou
Didi Avelino

Em virtude do comentário que fiz, em notícia anterior, a propósito da troca de nomes do ginásio poliesportivo, devo dizer do meu respeito e apreço à figura do desportista e querido mipibuense Esdras de Souza. Justa e feliz proposição da Vereadora Verônica Senra.

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.