Uma questão de ponto de vista

ADALGISA ASSUNÇÃO – Professora – Poetisa

Uma gota d´água é algo tão pequeno, que não nos parece suficiente para promover uma mudança significativa em alguma coisa. Porém, milhões de gotinhas d´água juntas, unidas entre si podem transformar o mar, tornando-o maior. Uma única gotinha não será suficiente para aplacar a sede de um agricultor, que trabalhe exaustivamente preparando a terra para o plantio debaixo de um sol causticante.

Esta mísera gotinha de água também será insuficiente para acabar a sede de um viajante perdido no deserto, mas pode ser mais do que suficiente para afogar uma mosca, se ele não for salva a tempo pelas mãos de um principezinho. Apenas uma minúscula gota d´água não será suficiente para acabar com um incêndio na floresta, mas pode perfeitamente caber no pequenino bico do beija-flor que tenta apagar esse incêndio.

É possível perceber que basta apenas uma gotinha de água para fazer transbordar um copo que esteja quase cheio e que também somente uma gotinha será suficiente para afogar uma formiga operária que tenta levar comida para o interior da sua colônia.

Uma gota d´água é insuficiente para lavar um rosto castigado pelo calor, depois de um dia de trabalho, mas esta mesma gotinha será suficiente para fazer uma pequena abelha tomar um banho de estrela se ela assim o desejar.

É fácil perceber que milhões de gotinhas d´água podem fazer um estrago enorme em qualquer parte do mundo: podem estourar represas e açudes, por exemplo; derrubar pontes deixando cidades e vilarejos incomunicáveis; podem provocar inundações deixando milhares de famílias desabrigadas, mas também podem fazer a alegria do sertanejo, que espera ansioso pela colheita daquilo que plantou.

Milhares de gotinhas de água são esperadas todos os anos pelo homem do campo, porque sem elas jamais haverá a colheita farta capaz de dar tranquilidade, segurança e a certeza de ter comida na mesa do sertanejo. Também são graças a essas gotinhas mágicas que as despensas das casas de todo o mundo são abastecidas com o pão nosso de cada dia.

As pequenas gotas d´água enfeitam as paisagens da nossa vida todos os dias e a gente nem percebe. A luta diária pela sobrevivência embota o nosso olhar para as coisas simples da vida e acabamos por perder o belo espetáculo que Deus prepara para nós diariamente.

O que pode ser mais belo do que as pequenas gotas de água que se formam sobre as flores, ao amanhecer? Ou o balé que os beija-flores ensaiam enquanto bebem pequenas gotas d´água? Ou ainda apreciar através da janela, a sinfonia tocada pelas gotas de água que caem do céu durante um dia de chuva?

A pressa com que vivemos a fim de não nos atrasarmos para os compromissos impostos pela vida moderna, nos tira a sensibilidade de apreciarmos a beleza que existe em uma insignificante gotinha d´água. O mar, que tira nosso fôlego com tanta beleza, é formado por milhões de gotinhas d´água. Os rios, lagos, lagoas e as cachoeiras espalhadas pelo mundo afora, tudo existe por causa da união de pequenas gotas d´água.

Nada, porém, me parece mais belo do que a frase cunhada pela Santa Madre Teresa de Calcutá, quando ela se refere ao seu trabalho: “meu trabalho é como uma gota d´água no oceano, mas sem ele o oceano seria bem menor”! Uma minúscula gotinha de água se transforma em algo gigantesco nas palavras da Santa Madre.

Portanto, para mim fica muito claro que a importância que se dá algo tão pequeno e aparentemente tão insignificante como uma gota d´água, depende unicamente de um ponto de vista. (NL 13/abr/2019)

Nenhum comentário

Seja o primeiro a comentar o tópico.

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.