MP abre Inquérito Civil para apurar desvio de insumo do Hospital Regional de São José de Mipibu

Promotor público apura denuncia do Hospital Regional Monsenhor Antonio Barros

O Promotor de Justiça Diogo Maia Cantídio, determinou a abertura de Inquérito Civil, contra a Secretaria de Saúde do Estado, visando apurar denúncia de pagamento de servidores sem prestação de serviços e de desvio de insumos do Hospital Regional Monsenhor Antonio Barros, em São José de Mipibu.

O representante do Ministério Público oficializou a Diretora do Hospital Regional de São José de Mipibu, Célia Serafim, para se manifestar a respeito da denúncia no prazo de 10 dias úteis, requisitando cópias das notas fiscais ou documentos correlatos que comprovem o recebimento de medicamentos da Secretaria Estadual de Saúde Pública.

Foi requisitado ao Secretário Cipriano Maia, que no prazo de 10 dias úteis, informe a lotação do servidor Nivaldo Ângelo dos Santos, bem como cópia dos atos de designação ou cessão para tais locais de trabalho.

O Promotor Diogo Maia Cantídio,  notificou o proprietário da Farmácia BOM PREÇO, no centro da cidade de São José de Mipibu, para que apresente a secretaria do MP, cópia integral do contrato social da referida empresa.

DEFESA DA DIREÇÃO DO HOSPITAL

Procurada pelo blog O ALERTA, a diretora do Hospital Regional Monsenhor Antonio Barros, Célia Serafim, declarou: “Todos me conhecem, sabem da minha reputação. Nunca tive manchas que abalassem minha moral, nem tampouco minha idoneidade. Já trabalhei em vários órgãos e graças a Deus, sempre sai de cabeça erguida, e aqui no hospital não será diferente. Minha vida  pública é um livro aberto”. 

A diretora do hospital informou que ainda (dia 8), não havia sido notificada pelo Ministério Público. “Estou tomando conhecimento através de seu blog”. E continua: “Assim que for notificada para prestar esclarecimentos o farei sem qualquer receio ou reservas; Bem como, assim que souber do que trata a denúncia, irei apresentar ao Ministério Público esclarecimentos. Não a nada a esconder, nem a temer”.

Diretora do Hospital Regional, Célia Serafim

Nenhum comentário

Seja o primeiro a comentar o tópico.

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.