Figuras mipibuenses (3) JOSÉ ESTEVAM DE ANDRADE

José Estevam de Andrade nasceu em São José de Mipibu, no dia 18 de setembro de 1943. Se vivo, estivesse, teria completando 77 anos. Filho da dona de casa, Maria Canindé de André e do funcionário da antiga Base Aérea de Natal, ‘Seu’ Luiz Estevão de Andrade. Teve sete irmãos: Marinete (falecida), Marlúcia, José Segundo, Maria das Graças, José Francisco (falecido), Maria de Fátima e Maria Antonia Estevão.

‘Zé’ Estevão estudou no Grupo Escolar Barão de Mipibu, até o 5° ano, do antigo curso Primário. Autodidata, desde criança procurou na arte dar início à coordenação das expressões partindo para desenhar letreiros em muros nas paredes das escolas, desenhar figuras e ‘abrir letras’ nas paredes das escolas e fazia entalhe em madeira.

Mas, só veio aperfeiçoar os dons plásticos quando começou a trabalhar na Base Aérea, em Parnamirim, quando desenvolveu suas habilidades em retratar rostos.Trabalhou na antiga SUCAM -Campanhas de Saúde Pública.

Casou-se com Janete Silva de Andrade, no dia 20 de abril de 1967. Dessa união tiveram cinco filhos (entre biológicos e afetivos), seis netos e um bisneto. Foram seus filhos: Rosângela, Roberto(falecido), Rejane, Renato e Ronaldo.

Ainda jovem, começou a se dedicar ao trabalho com as crianças. Por ocasião dos festejos juninos reunia uma turma e marcava quadrilhas juninas, chegando  a fazer todos os arranjos e até comprava fantasias para os que não tinham condições financeiras. 

No Carnaval, criou o bloco de índios Apache, bloco dos Bichos, Ala Ursa infantil e tantos outros. Devoto dos santos Cosme e Damião se identificava com as crianças e realizava festas infantis no Dia das Crianças e nas festividades de finais de ano, distribuindo presentes, lancheiras e promovendo brincadeiras. 

Zé Estevão faleceu aos 56 anos, no dia 7 de outubro de 1999, vítima de um tumor no cérebro que lhe deixou sem visão, por consequência das tintas e solventes, suas fontes de sobrevivência por tantos anos.

Seu filho, Roberto Estevam de Andrade, que seguiu sua mesma profissão, anos após, também, veio a falecer, devido às tintas e solventes.

Um dos últimos trabalhos de Zé Estevam
2 Pessoas comentaram
Teo

Meu saudoso Tio. Está nos braços do Pai eterno. Saudades 🙏🏽🙏🏽

Rosangela Trindade Barbosa

Meu saudoso pai saudades eternas 🙏😌💔

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.