Everaldo Lopes Cardoso e Edmar Viana

Rui Almeida – Licenciado em Letras, graduado em Direito com pós-graduação em Direito Previdenciário

                Participamos ontem no Iate Clube de Natal do lançamento do livro “Cartão Amarelo” dos jornalistas e amigos Everaldo Lopes Cardoso e Edmar Viana.

                A obra reúne 480 charges de três décadas que marcam os fatos políticos, econômicos, esportivos e sociais, não só do estado, mas também do país.

                Lembro-me dos anos 70, trabalhava no Diário de Natal, onde conheci Everaldo Lopes Cardoso e Edmar Viana.

                Naquela época Everaldo coordenava o campeonato de futebol do interior, denominado “Matutão”. Tive o prazer e a felicidade de conviver com ele ajudando-o na organização e, também, redigindo matérias dos jogos interioranos.

                Everaldo sempre foi uma pessoa amiga e prestativa. Além do mais um jovem criativo e inteligente. Gostava e ainda gosta muito de pesquisar.

                A coluna “Cartão Amarelo” surgiu de uma forma inusitada. Como Everaldo não desenhava, recortava figuras de jornais, revistas e criava uma idéia crítica. Fez sucesso. Com o tempo surgiu o chargista Edmar Viana trazendo o dom e a inteligência do desenho, que veio complementar a coluna do repórter e jornalista Everaldo Lopes.

                Como coordenador do Matutão, Everaldo também soube conduzir com sucesso os jogos que aparentavam ser difíceis de se realizar. Um exemplo foi uma rodada entre Arês e Monte Alegre, em que foram realizadas reuniões com policiamento e dirigentes esportivos para discutir a melhor forma da condução daquele jogo.

                No final, concluíram que o árbitro seria um militar e que no dia do jogo deveria chegar na cidade fardado para intimidar os mais exaltados. O time da casa perdeu, mas a torcida se portou de uma forma maravilhosa e tudo correu bem.

                Sobre Edmar, o conheci também no Diário de Natal. Tive o prazer de colaborar com o Alecrim Futebol Clube juntamente com ele. Edmar Viana como presidente  e eu diretor social. Vale salientar que, mesmo com as dificuldades financeiras, Edmar fez uma grande administração. Parabéns Everaldo Lopes. Parabéns Edmar Viana.

Em tempo: Everaldo e Edmar hoje estão no Céu, rezando por nós.

1 Pessoa comentou
RUI ALMEIDA DA SILVA

José Alves, chamado carinhosamente por Dedé do Alerta. Agradeço a publicação do artigo intitulado “Everaldo Lopes Cardoso e Edmar Viana” , tendo em vista a colaboração que você dar ao eleitor de lembrar os jornalistas citados que por muitos anos levou informações com seus escritos. Dessa forma, com a publicação acima, também prestigia esses dois intelectuais que contribuíram com suas colunas levando informação aos seus fieis leitores do RN, Nordeste e, porque não dizer, ao Brasil.

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.