Cemitério Morada da Paz em São José de Mipibu (Taborda) previsto ser inaugurado dia 31 de agosto

Acesso principal do Cemitério Morada da Paz em São José de Mipibu, pela BR 101

O Cemitério Morada da Paz de São José de Mipibu, localizada a margem da BR-101, na comunidade de Taborda, encontra-se com suas obras em fase final. Sua inauguração está prevista para o dia 31 de agosto deste ano, informou o gerente de Obras, Fernando Amorim.

O Grupo Vila está expandindo seus serviços para São José de Mipibu e cidades vizinhas, construindo o cemitério Morado da Paz (privado). A empresa é responsável por quatro cemitérios no Rio Grande do Norte e um na cidade de Paulista, em Pernambuco.

O diretor Eduardo Vila, responsável pelo empreendimento, concedeu entrevista ao jornal O ALERTA, que republicamos aqui:

Entrevista com Eduardo Vila, do Grupo Morada da Paz

O ALERTA: O Grupo Vila, que está no mercado desde 1948, está construindo um moderno cemitério, na comunidade de Taborda, em São José de Mipibu. Fale sobre esse empreendimento.

EDUARDO VILA: O Grupo Vila tem a honra de expandir seus projetos na região metropolitana de Natal. A ideia é apresentamos um cemitério diferenciado, que seja um presente para toda a região. Nosso objeto é que o local seja referência no cuidado das famílias que estão em processo de luto pela perda de entes queridos. Queremos levar para São José do Mipibu a qualidade presente nos cemitérios do nosso Grupo, que tem conquistado a aceitação dos clientes em todas as cidades onde foram instalados. Além disso, queremos oportunizar o desenvolvimento regional, como abertura de postos de trabalho dignos para as famílias próximas. 

O ALERTA: Qual a previsão para a conclusão da obra a ser entregue a população de São José de Mipibu e cidades vizinhas?

EDUARDO VILA: A nossa expectativa é que o Morada da Paz, em São José do Mipibu seja entregue no segundo semestre de 2020.  

O ALERTA: Esse empreendimento será diferente dos demais que já foram implantados pelo Grupo Vila. Como será esse diferencial do cemitério de São José de Mipibu?

EDURADO VILA: Nas quatro unidades do Morada da Paz, que ficam localizadas em Emaús, Caicó, Zona Norte, de Natal, no Rio Grande do Norte; e Paulista, no Pernambuco; conquistamos os clientes oferecendo mais do que serviços funerários. Estamos constantemente preparando os nossos colaboradores para serem reconhecidos como profissionais do luto, que saibam auxiliar da melhor forma possível as famílias que nos procuram. Para essa nova unidade, queremos criar um Memorial de grandes nomes que marcaram o nosso Estado, para que o Morada da Paz em São José do Mipibu seja um local que abriga e preserva a memória Norte-rio-grandense. 

O ALERTA: O Grupo Vila chega a 71 anos, tendo a humanização e o relacionamento interpessoal como valores do grupo. Como se dá esse trabalho?

EDUARDO VILA: Temos como missão mudar a forma como as pessoas lidam com a morte. Por isso, nossos colaboradores, seja qual for a função na empresa, são considerados profissionais do luto. Nesse contexto, possuímos um setor especializado em psicologia do luto que promove treinamentos para que a equipe esteja aperfeiçoada sempre no assunto e, assim, proporcionem conforto aos clientes mesmo em momento de dor. Além disso, temos ações na tratativa do luto: como oficinas de pintura e encontros como psicólogos do luto. Tudo isso para que as famílias enlutadas saibam dar um novo e bom sentido ao luto. 

O ALERTA: O Grupo Vila já recebeu inúmeros prêmios e comendas, inclusive, reconhecimento internacional, pela qualidade e excelência nos serviços prestados no segmento funerário. Que comenda é essa?

EDUARDO VILA: Há 70 anos, nossa missão no Grupo Vila é valorizar as pessoas e isso tem sido contemplado por instituições que medem a qualidade de empresas como a nossa pelo mundo. Desde 2017, a Internacional da National Funeral Directors Association (NFDA), maior associação de serviços funerários do mundo, vem nos concedendo o prêmio Pursuit of Excellence Award pela excelência na prestação de serviços funerários. Reconhecimento este que compartilhamos com nossos clientes que são os verdadeiros motivos pelo qual buscamos fazer tudo da melhor forma sempre.   

O ALERTA:  Além   dos cemitérios, o Grupo Vila dispõe do Plano Sempre – serviço funeral que ampara e acolhe as famílias no momento que eles mais precisam, onde é prestado toda assistência funeral. Fale sobre o Plano Sempre

EDUARDO VILA: Sobre o Plano Sempre, temos alegria de termos conquistado mais de 1 milhão de vidas protegidas. Em 15 anos de atuação no mercado nordestino chegamos a 295 cidades de Pernambuco, Rio Grande do Norte e da Paraíba. São números expressivos no mercado funerário do Nordeste, o que nos coloca como referência no segmento. Quem contrata o Sempre tem a disposição a garantia da resolução de questões como burocracia envolvendo documentação e translado, bem como o velório. 

O ALERTA: O Grupo Vila também promove ações sociais, culturais que resgatam a memória das pessoas que já faleceram. Como se dão essas ações?

EDUARDO VILA: Algo que levamos muito a sério no Grupo é manter viva a memória da nossa cultura, por meio da valorização dos artistas que deram sua contribuição e fomento à produção dos novos. Nesse sentido, apoiamos ações de resgate do trabalho de nomes como o músico Tonheca Dantas, a poetisa Auta de Souza, o forrozeiro Elino Julião e o fotógrafo José Ezelino. Este ano será lançado com nosso apoio a biografia de Nísia Floresta, a primeira educadora feminista do Brasil. Tiveram nossa parceria, também, algumas produções audiovisuais, como Bacurau, que foi o primeiro filme brasileiro a conquistar o Prêmio do Júri no Festival de Cannes. Esses são alguns dos trabalhos patrocinados pelo Morada da Paz. São diversos os nossos investimentos, pois sabemos que quando se apóia a cultura estamos dando nossa contribuição para uma sociedade consciente sobre sua história. 

Nenhum comentário

Seja o primeiro a comentar o tópico.

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.