Carta a Dedé, editor do jornal O ALERTA

Edilson Avelino (Didi Avelino)

Caro José Alves, nosso querido Dedé,

Desde a primeira edição de O Alerta reverenciamos a grandeza da iniciativa de criar um periódico que informasse, divulgasse e, mais que isso, promovesse as coisas mipibuenses.

Colaboradores e incentivadores não lhe faltaram, embora o desafio fosse, particularmente, seu.

E você o encarou de frente, por amor a São José de Mipibu e à sua gente. Testemunhamos a sua luta e sabemos que não foi fácil, sobretudo, no início da jornada, quando tudo ainda era incerto e carecia de credibilidade pública para sua continuidade e afirmação.

Não demorou muito para que você comessasse a colheita daquele projeto jornalístico plantado com tanto amor e idealismo.

Alguns anos se passaram e a consolidação do jornal se deu tanto pelas tiragens, sucessivamente, crescentes, mas pela visível satisfação dos leitores conquistados.

Enfim, após tanta labuta, tanto empenho e absoluta entrega a “O Alerta”, no seu décimo aniversário, já contava com a estima, credibilidade e confiança dos mipibuenses. Isso significava a consolidação de um veículo de imprensa que nasceu do esforço idealista de um cidadão que nunca deixou de crer no sucesso do seu projeto.

A utilização das novas tecnologias permite agilidade e contemporaneidade a O Alerta. O leitor agradece.

Fui colaborador e assinante, daí, conheço um tanto de história desses quarenta e um anos de existência d’O Alerta e alegra-me ver a perspectiva de vida longa desse que é, hoje, um dos mais longevos jornais do nosso estado.

Parabéns ao Alerta é ao seu criador e editor-chefe, José Alves (Dedé).

Que venham mais décadas de vida, de eficiência e serviços prestados à São José de Mipibu, à toda coletividade, e que Deus nos permita testemunhar mais do seu sucesso.

Edilson Avelino (Didi Avelino)

Nenhum comentário

Seja o primeiro a comentar o tópico.

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.