ATENÇÃO NO CARNAVAL: Leitos críticos da Região Metropolitana de Natal ultrapassam os 80% de ocupação

A taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivos e UTI) na Região Metropolitana de Natal chegou a 81,25% na manhã desta terça (9). A segunda maior taxa é a do Serídó (74,29%) e por último está a região Oeste (60%) do estado. No geral, a taxa de ocupação dos leitos semi-intensivos e de UTI do Rio Grande do Norte é de 73,25%.

De ontem (8) pra hoje, o número de hospitais que tinham esgotado suas vagas de leitos críticos baixou de sete para quatro. No momento, o Hospital de Campanha de Natal, o Hospital Maternidade Divino Amor, em Parnamirim, o Hospital Regional Lindolfo Gomes Vidal, em Santo Antônio e o Hospital Rio Grande, também na capital, seguem com as vagas para pacientes críticos completamente ocupadas.

O Hospital Colônia Dr João Machado, em Natal, está com 92,86% dos leitos críticos ocupados (dos 29 leitos existentes, dois estão disponíveis). Em seguida vem o Hospital Alfredo Mesquita Filho, em Macaíba, com 90% de ocupação (dos 10 leitos existentes, 1 está disponível) e o Giselda Trigueiro, com 84,62% de ocupação (dos 26 leitos existentes, 4 estão disponíveis).

Até a segunda, o Rio Grande do Norte tinha um total de 145.270 casos confirmados e 3.340 mortes resultantes da covid-19. A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) ainda investiga 84.593 casos suspeitos e 585 mortes que podem ter sido provocadas pelo novo coronavírus. Também há 65.820 casos de Síndrome Gripal Não especificada, que são casos inconclusivos, porém inconclusivos para os quais não foi possível fazer diagnóstico laboratorial.

Compartilhar em:

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.