Governo do RN devolve o TAM à população norte-rio-grandense

Depois de quase sete anos sem funcionamento, o  Teatro Alberto Maranhão (TAM), do alto de seus majestosos 117 anos, voltou a abrir suas cortinas trazendo vida à cultura potiguar. Como parte da agenda de inaugurações das obras de edificações culturais neste mês de dezembro, a governadora Fátima Bezerra entregou a reforma e restauração do TAM neste sábado (18).

“A cultura sempre foi uma prioridade de nossa gestão. Entregar o Teatro Alberto Maranhão tendo finalizado esta que foi a primeira grande intervenção do equipamento, deixando-o pronto para funcionar, com acessibilidade, do jeito que ele merece, é uma grande alegria”, disse a governadora, lembrando que esta é uma das muitas obras de equipamentos culturais que passaram por melhorias e estão sendo entregues aos potiguares.

Na execução, o Poder Executivo estadual investiu R$ 12,9 milhões no total, sendo R$ 10,4 milhões em obras e equipamentos e R$ 2,5 milhões da implementação da caixa cênica, que sequer constava no Projeto de intervenção da gestão anterior, que concluiu apenas 5% da obra. Os recursos foram viabilizados pelo empréstimo junto ao Banco Mundial, por meio do Projeto Governo Cidadão, Secretaria de Estado de Turismo e Fundação José Augusto (FJA) e a intervenção foi fiscalizada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

“É uma emoção que nos deixa sem palavras. Lembrar de como encontramos esse teatro e entregá-lo a quem lhe é de direito, aos artistas e ao público potiguar, é o melhor dos presentes para um gestor”, pontuou Mineiro, agradecendo a toda equipe empenhada em destravar os problemas que atrasavam a execução e também incluir a reforma da caixa cênica, que sequer havia sido pensada no projeto original.

Nesta execução, foi feita a renovação das estruturas elétricas e hidráulicas, implementada acessibilidade (rampas, piso tátil, poltronas largas para pessoas maiores e elevadores) e a climatização central, além do sistema de esgoto que previne alagamentos. Já a caixa cênica, espaço que abrange o palco e toda a estrutura cenotécnica, plataforma elevatória e escadas, estruturas de iluminação e de áudio, foi totalmente renovada.

“Somos gratidão a nossa governadora que se preocupa e dá o real valor que a cultura tem. Hoje m, dentro da agenda de inaugurações dos nossos equipamentos culturais entregamos o TAM e junto com ele vida à cultura potiguar”, finalizou Crispiniano, destacando que, além do teatro estão concluídos o Papódromo João Paulo II; a Escola de Dança do Teatro Alberto Maranhão (EDTAM); a Pinacoteca do Estado; a Biblioteca Câmara Cascudo; o Memorial Câmara Cascudo; os teatros Adjuto Dias (Caicó) e Lauro Monte Filho (Mossoró), além do Forte dos Reis Magos, que será inaugurado no dia 25 de dezembro de 2021.

Compartilhar em:

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.