Dia: 15 de setembro de 2021

IFRN abre 3.192 vagas em cursos técnicos integrados ao Ensino Médio

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) divulgou o Edital nº 41/2021, que anuncia o processo seletivo para Cursos Técnicos de Nível Médio na modalidade Integrada. Certame é conhecido como Exame de Seleção.

Ao todo, são ofertadas 3.192 vagas, distribuídas pelos 20 campi do Instituto, com ingresso no primeiro semestre letivo de 2022. A execução das etapas do processo seletivo ficará sob a responsabilidade da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern).

Processo seletivo

O processo seletivo é aberto a portadores de certificado de conclusão do Ensino Fundamental ou curso equivalente e abrangerá conhecimentos de Língua Portuguesa, Matemática e produção textual.

A seleção será realizada através da aplicação de provas presenciais. O Edital, porém, explica que, em caso de inviabilidade da aplicação das provas presenciais, dadas as condições sanitárias causadas pela pandemia da Covid-19, a seleção poderá ocorrer através da análise do histórico escolar do Ensino Fundamental dos candidatos.

Vagas

Existem vagas para os cursos de Agropecuária, Química, Informática, Eletrotécnica, Têxtil, Vestuário, Eletromecânica, Eventos, Equipamentos Biomédicos, Alimentos, Programador de Jogos Digitais, Manutenção e Suporte em Informática, Administração, Edificações, Mineração, Controle Ambiental, Geologia, Mecânica, Comércio, Mecatrônica, Apicultura, Logística, Meio Ambiente e etc.

Inscrições

As inscrições devem ser realizadas exclusivamente de forma on-line, na Área do Candidato, por meio do endereço eletrônico inscricoes.funcern.org, no período das 14h do dia 15 de setembro até o dia 21 de outubro. No formulário de inscrição, os interessados deverão informar o número do documento de identificação oficial com foto e do Cadastro de Pessoa Física (CPF).

Serão considerados documentos de identificação: Carteira de Identidade, Carteira Profissional, Passaporte ou Carteira de Habilitação na forma da Lei nº 9.503/97. O documento destaca que os candidatos com Carteira de Identidade Infantil serão submetidos à identificação especial, na qual será realizada identificação por escrita.

Os candidatos deverão efetuar o pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 30, até o dia 22 de outubro de 2021. Para gerar o Boleto de Pagamento, será necessário acessar a Área do Candidato e selecionar a opção “Boleto”, que irá gerar o boleto bancário em formato PDF.

O período para requerimento da isenção da taxa vai de 15 de setembro a 3 de outubro deste ano. Para realizá-lo, o candidato deve acessar a Área do Candidato e preencher o formulário de Requerimento de Isenção, informando o número do NIS no cadastro no CadÚnico (com 11 dígitos). O resultado preliminar do requerimento será divulgado no dia 7 de outubro. Já o resultado final será anunciado no dia 14 do mesmo mês.

Os estudantes com inscrição homologada no ProITEC 2021 são isentos da taxa de inscrição, mas devem se inscrever como os demais.

Resultados

O resultado das provas de múltipla escola (Língua Portuguesa e Matemática) será divulgado no sítio do IFRN e no da Funcern, no dia 27 de dezembro de 2021. No dia seguinte, 28 de dezembro, serão divulgados os candidatos que terão sua produção textual corrigida. O resultado final do processo seletivo será anunciado no dia 24 de janeiro de 2022.

portaln10

Deputado defende restauração dos CAICs para Educação em tempo integral no RN

O deputado estadual Vivaldo Costa (PSD) defendeu o retorno das escolas em tempo integral na Rede Pública de Ensino do Rio Grande do Norte, bem como a restauração dos antigos CAICs (Centros de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente) .

“Eu sou defensor, desde o meu primeiro momento na Política, da Educação em tempo integral. Não há outro instrumento para nivelarmos as oportunidades, senão através da escola. Quando promovermos a mesma qualidade de estudo a todos os brasileiros, nós estaremos resolvendo muitos problemas sociais”, argumentou Vivaldo .

Segundo o deputado, “a escola oferecida aos filhos dos pobres é muito diferente da ofertada aos filhos dos ricos”. “A meu ver, todos deveriam receber o mesmo ensino. Aí, sim, quem fosse dedicado e estudioso teria o seu espaço garantido. Mas infelizmente a escola oferecida aos filhos dos pobres ainda deixa muito a desejar”, lamentou.

Para Vivaldo, a solução é restaurar os antigos CAICs. “Há trinta anos, o presidente Fernando Collor construiu essas escolas em tempo integral, os chamados CAICs. Aqui no RN foram construídos 17 prédios, todos muito bem equipados. Mas eles nunca funcionaram. Foi dinheiro público jogado fora, sem serventia para a população. E eu tenho insistido a todos os governos, para que restaurem os CAICs, dando oportunidade aos mais humildes de ter escola em tempo integral. Mas nada é feito. Os prédios já existem, a estrutura já está aí, é só colocar para funcionar. Então, eu peço que a governadora Fátima faça um estudo de viabilidade para a restauração desses centros de ensino”, concluiu.Do portaln10

CAIC de São José de Mipibu

A Escola Estadual Hilton Gurgel de Castro (Caic), em São José de Mipibu,  fundada há 26 anos. Durante todos esses anos, nunca passou uma reforma em suas estruturas físicas.  Segundo a gestora da escola, professora Vanúzia Leandro, “foram enviados inúmeros documentos à aos órgãos públicos, entre eles: 2ª Direc e Secretária de Educação e Cultura e nada é executado”.

“Há um processo no Ministério Público da Comarca, desde 2018, bloqueando as contas do Governo do Estado, referente ao repasso para a reforma. Mesmo assim, não houve nenhum um avanço de quando e o que deverá ser feito em relação à reforma da escola. Não obtemos respostas satisfatórias por parte do Governo sobre a atual situação da Escola Estadual Hilton Gurgel de Castro. Essa luta vem se arrastando por várias gestões, inclusive, foram feitas várias publicações na imprensa local, reportagens nos veículos de comunicação televisivas, rádio e redes sociais além de protestos da comunidade escolar”, fala a gestora.  

SITUAÇÃO PRECÁRIA

“Atualmente a escola passa por uma situação precária nas suas instalações físicas, com problemas recorrentes de infiltrações, falta de pintura, problemas nas instalações elétricas e hidráulicas, sem falar no matagal, em torno da escola”, descreve.

“Assim sendo, a atual gestão vem provocando reuniões com as entidades citadas. Equipes de Engenharia do Governo do Estado elaborou planilhas de custeio da obra, mas a escola não teve acesso aos laudos das condições físicas. Até o atual momento nada foi feito de concreto. A escola permanece sem reforma. Precisamos de uma solução urgente, porque o que era problema há dois anos atrás vem se alastrando, a cada dia.

O Governo do Estado tem sinalizado e pretendido construir uma nova escola em novo local, já que o terreno da escola é de propriedade da União. Não queremos reparos e sim uma manutenção geral para manter a integridade, segurança de todos aqueles que estudam ou trabalham nesta escola”, diz a professora Vanúzia.

E conclui: “mesmo assim, continuaremos nessa busca de melhorias da infraestrutura adequada para atender nossos alunos, professores e comunidade escolar. Esperamos que o Governo do Estado tenha um olhar de ação e compromisso com a educação pública e que cumpra com suas atribuições de assegurar e zelar pelo patrimônio público de qualidade.  

A Escola Estadual Hilton Gurgel de Castro (Caic), atende a 646 alunos, nas modalidades de Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Integral e EJA. São 23 turmas, nos turnos matutino, vespertino e noturno, 43 servidores efetivos e sete terceirizados

Vazamento de gás e explosão provocam ferimento em idoso, em Parnamirim

O fogão e um armário ficaram destruídos – Foto: Reprodução/Bom Dia RN

Um idoso de 73 anos ficou ferido com queimaduras em todo o corpo após uma explosão na noite desta segunda-feira (13) em Parnamirim, na Região Metropolitana de Natal. O acidente aconteceu após um vazamento de gás. Apesar do acontecimento, ele já está se recuperando em casa.


O caso ocorreu por volta das 18h, em uma residência, no bairro Monte Castelo. Os moradores da casa perceberam um vazamento de gás no momento em que as bocas do fogão estavam ligadas na cozinha.


“Eu chamei meu esposo. Ele veio e mexeu no botijão, no momento em que ele distorceu a válvula, a boca estava acesa”, relatou a Maria das Graças, esposa da vítima. Ela também disse que a válvula do botijão já apresentou defeitos há algum tempo.


O fogão e um armário foram totalmente destruídos. Além disso, algumas telhas da casa também quebraram. “Hoje já tiramos o excesso, mas tudo que tinha no local foi embora”, disse Maria.

Casos da variante Delta são confirmados em São José de Mipibu

A Secretaria Municipal de Saúde de São José de Mipibu informa a Fiocruz confirmou seis casos da variante Delta no município.  Além dos casos detectados em São José de Mipibu a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap) informa que outros municípios do RN também, tiveram casos da variante Delta. São eles: quatro em Parnamirim; quatro em Equador; três em São Gonçalo do Amarante; três em Nísia Floresta; dois em Natal; um em Extremoz; Um em Canguaretama; um em Jucurutu; um em Santa Cruz e um em Macaíba.

Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap) informa que de 34 amostras enviadas no início de setembro à Fiocruz, 28 foram analisadas e 27 foram identificadas como sendo da variante Delta. Os resultados referem-se a amostras coletadas no mês de agosto.

O relatório das análises foi recebido no início da tarde desta terça-feira (14) através do Laboratório Central Dr. Almino Fernandes (Lacen/RN), referência estadual no diagnóstico de COVID-19 e responsável pelo envio das amostras.


Diante dessas informações, a Sesap reforça a necessidade da manutenção das medidas sanitárias e da importância de completar o esquema vacinal, pois a variante identificada está circulando por transmissão comunitária e os estudos apontam que ela conta com um alto potencial de transmissão. 


As equipes do setor de vigilância epidemiológica da Sesap seguem trabalhando no rastreio dos casos e no monitoramento do cenário em todo o Rio Grande do Norte.

Segundo o secretário Municipal de Saúde, Jefferson de Souza, faz um apelo à população mipibuense: “Pedimos a todos que reforcem os cuidados contra a transmissão da COVID-19″ E acrescenta: “muito importante você que está com 18 anos ou mais e ainda não se vacinou procure a unidade de saúde mais próxima de sua residência”.

Secretário Municipal de Saúde, Jefferson de Souza orienta à população


“Para quem tomou a primeira dose da vacina Oxford ou Pfizer até 22 de junho de 2021, e para quem tomou a coronavac até 17 de agosto de 2021, já pode procurar a UBS mais próxima e tomar a sua 2ª dose
“, informa.

Continuem com os cuidados necessários, o uso da máscara, o distanciamento social e é importante evitar aglomerações.

Vigilante que sacou arma contra manifestantes é denunciado por ameaça e vira réu na justiça

A Justiça do Rio Grande do Norte acatou a denuncia do Ministério Público contra um vigilante que sacou uma arma de fogo contra manifestantes em Natal. O caso aconteceu no dia 25 de agosto.

O homem virou réu após ter sacado a arma durante um protesto contra violência doméstica que fechava uma rua perto na praça Gentil Ferreira, no bairro do Alecrim, Zona Leste da cidade.

Segundo o MP, o homem irá responder cinco vezes pelo crime de ameaça, com a agravante de um dos crimes ter sido praticado contra uma mulher grávida. Ele portava uma pistola.

Para o MPRN, a materialidade e a autoria dos crimes ficaram demonstradas por meio das declarações das vítimas, do depoimento de testemunha, das filmagens da cena dos crimes, além de documentos que comprovam a gestação de uma das vítimas e do registro da arma do vigilante.

A denúncia apresentada à Justiça foi acompanhada do inquérito policial que lhe serviu de base.

O caso

O homem sacou a arma contra manifestantes que fechavam uma rua no bairro do Alecrim, um dos principais centros comerciais de Natal, na tarde da quarta-feira, 25 de agosto. O protesto era contra a violência doméstica.

Imagens que circularam nas redes sociais mostram o momento em que o homem desceu de uma moto e apontou a arma para os manifestantes (veja no vídeo acima). De acordo com testemunhas, ele tentava passar pelo protesto que era realizado próximo à Praça Gentil Ferreira.

Após o incidente, as pessoas se afastaram e o homem conseguiu cruzar a manifestação. Ninguém ficou ferido, mas uma mulher que participava do ato passou mal e foi socorrida.

RN deve ser o 1º estado do país a produzir energia eólica offshore

Fotos: Elisa Elsie

Projeto prevê instalação de 207 torres no mar entre Pedra Grande e São Bento do Norte

O Rio Grande do Norte caminha para ser o primeiro estado do país a ter produção de energia eólica offshore (no mar). Para isso, a governadora Fátima Bezerra assinou nesta segunda-feira (13) memorando de entendimento entre o Governo do Estado e a Internacional Energias Renováveis (IER) a fim de promover desenvolvimento e implantação de projetos de geração de energia eólica offshore e produção de hidrogênio verde.

A IER é uma empresa potiguar de consultoria e projetos em energias renováveis com mais de 2GW de projetos desenvolvidos na região Nordeste. Em 2020, iniciou pesquisa relativa a projetos de energia eólica offshore, associado à geração de hidrogênio verde, no litoral setentrional do RN. O Complexo Eólico Offshore Ventos Potiguar prevê instalação de cinco usinas com capacidade de 2,7 gigawatts, 207 geradores, no mar localizado entre os municípios de Pedra Grande e São Bento do Norte, distante 8 quilômetros da costa.

“Desde o início do nosso governo, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec), definimos um planejamento energético para o RN. Isto vem apresentando resultados altamente positivos ao longo dos anos. Recentemente, o RN foi o estado que mais captou novos investimentos no leilão para geração de energias renováveis, agora estamos dando passos firmes para consolidar o primeiro parque de produção de energia no mar do Brasil. Fico feliz por que é resultado de muito trabalho, compromisso, seriedade de uma equipe competente e comprometida com o Estado e com o seu povo”, afirmou Fátima Bezerra, para acrescentar: “o RN está na vanguarda do processo de geração de energia no país. Certamente, isso vai contribuir para ativar diversas cadeias produtivas e gerar trabalho, emprego e renda.”

A capacidade do projeto representa quase a metade dos atuais 5,7 gigawatts que o estado produz hoje. “É quase a metade de tudo que é gerado atualmente em energias renováveis e vai acrescentar a produção de hidrogênio verde. O trabalho do Governo do Estado transforma a realidade”, afirmou o secretário da Sedec, Jaime Calado. “O planejamento energético feito no início atual gestão vem se consolidando. O Estado também contrata estudos para viabilizar empreendimentos atraindo projetos e investimentos”, destacou Hugo Fonseca, coordenador de desenvolvimento energético da Sedec.

O diretor executivo do IER aproveitou para que o projeto está com trâmites avançados junto ao Ibama, Secretaria do Patrimônio da União (SPU) e vai iniciar no Idema. Gibran Dantas reafirmou o discurso da governadora Fátima Bezerra – “o RN poderá ser pioneiro no Brasil, ser o primeiro estado a ter usina eólica offshore no país”. Darlan Santos, diretor técnico do IER, ressaltou que o RN já é destaque no Brasil pela produção de energia renovável em terra. “Agora vai ser no mar. Este novo projeto tem estimativa de investimento para implantação de R$ 18 bilhões com geração de 5 mil empregos na execução, instalação de 207 torres geradoras em 5 usinas.”

No ato de assinatura do memorando, a governadora esteve acompanhada também do secretário de Estado da Infraestrutura (SIN), Gustavo Coelho.

Comerciante investigado por agressão a homem quilombola em Porta Alegre responde por injúria racial

O comerciante investigado por ter amarrado e agredido um homem quilombola, no dia 11 de setembro, em Portalegre, na região Oeste potiguar, já responde à Justiça do Rio Grande do Norte por injúria racial.

As imagens que viralizaram nas redes sociais no início desta semana mostram o quilombola amarrado pelas mãos e pés, chorando e sendo agredido com chutes por outro homem, que segura a corda. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Já o caso de injuria racial que está na Justiça teria acontecido em junho 2020. A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público em 2021 e acolhida pelo juiz Edilson Chaves de Freitas, da Vara Única de Portalegre, no último mês de junho.

De acordo com a denúncia oferecida pelo Ministério Público, o empresário teria injuriado outro homem, usando palavras ofensivas relacionadas à cor da pele da vítima. “Nego safago” e “suma do meu comércio que nem de nego eu gosto” teriam sido algumas das ofensas proferidas e presenciadas por testemunhas.

As palavras teriam sido ditas durante uma discussão sobre a placa de um carro. Não houve novo andamento do processo na Justiça desde o recebimento da ação.

Investigação

Sobre o novo fato, registrado no último sábado (11), o Ministério Público do Rio Grande do Norte informou em nota que remeteu o material recebido à Polícia Civil e que determinou a abertura de inquérito policial.

“Os fatos estão sendo investigados, já estando o delegado presidente do inquérito colhendo depoimentos e imagens. Logo após o término da investigação, esse inquérito será remetido para ao MPRN, que é titular da ação penal, para tomar as medidas necessárias”, disse.

Homem tem pés e mãos amarrados e é agredido no interior do RN — Foto: Reprodução

Inicialmente, o caso havia sido registrado pelo próprio comerciante, na Delegacia de Pau dos Ferros. Ele relatou que o quilombola foi pego jogando pedras no seu comércio e o teria amarrado até a chegada da polícia.

Porém, após o vídeo começar a circular nas redes sociais, os investigadores passaram a apurar o caso também como “tortura”.

MPF repudia caso

Nesta quarta-feira (15), o Ministério Público Federal (MPF) do Rio Grande do Norte manifestou “indignação pelos atos de violência praticados contra um quilombola da comunidade do Pêga, no município de Portalegre”.

De acordo com a corporação, o homem negro, reconhecido como quilombola pela Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq) e pela Coordenadoria de Políticas Públicas de Promoção da Igualdade Social do Rio Grande do Norte (Coeppir) – foi agredido e imobilizado, com seus punhos e pernas amarrados em uma corda.

“O Ministério Público Federal, ao tempo em que repudia os atos de violência física e o tratamento desumano e degradante concedido ao quilombola de Portalegre/RN, acompanha, com atenção, o desdobramento da investigação criminal deflagrada na Polícia Civil do Rio Grande do Norte, e ressalta que outras medidas também estão sendo adotadas pela Procuradoria da República no Município de Pau dos Ferros/RN, por meio de procedimento próprio, no âmbito da tutela coletiva”, informou por meio de nota.

O comerciante Alberan Freitas, que amarrou e espancou o homem quilombola Luciano Simplício, não está arrependido da agressão. Em áudio difundido nesta segunda-feira (13), o homem afirma que faria tudo outra vez.

“Nada demais, isso é só movimento. Isso já era esperado, não estou arrependido não. Para defender o que é meu, eu faço. Fiz e faço quantas vezes for preciso”, disse Freitas em áudio obtido pela Revista Fórum.

Investigação

Após a repercussão de cenas de violência nas redes sociais, a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), informou que determinou ao secretário de segurança e à delegada-geral da Polícia Civil, uma investigação “imediata e rigorosa” sobre o caso.

O vídeo mostra um homem no chão, com as mãos e os pés amarrados, chorando, enquanto um outro homem segura a corda. Em determinado momento o homem que segura a corda dá um chute nas costas do rapaz amarrado.

“Sem ter ouvido ninguém, só pelo vídeo, a gente já vê um crime de tortura porque o homem está preso, amarrado, e é agredido de forma covarde”, disse o delegado.

A delegada-geral da Polícia Civil, Ana Cláudia Saraiva disse que os investigadores também vão apurar se houve crime de racismo e preconceito.

DO G1 RN

NOTÍCIA BOA: Aulas voltam com 100% dos alunos na rede estadual em outubro

Sem nenhuma notificação de casos de covid-19 entre alunos, professores e servidores desde o início da retomada das aulas presenciais na rede estadual de ensino do Rio Grande do Norte, em 26 de julho, a expectativa é de que 100% dos estudantes voltem às escolas em 4 de outubro. Essa é a previsão de Getúlio Marques, titular da Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC).

Atualmente, a rede — que possui 429 mil alunos distribuídos em 588 escolas, segundo dados do Censo Escolar — está funcionando com aulas presenciais com 30% dos alunos, de modo que todos os estudantes possam comparecer às unidades em formato de rodízio semanal, onde as crianças e adolescentes se revezam entre ensino presencial e remoto.

Tribuna do Norte