SOL NOS CORAÇÕES

Nilo Emerenciano – Arquiteto e Escritor

Está chegando o verão na Cidade do Sol, como de resto, em todo o Brasil. Sempre um sonho para os fabricantes de sorvetes, refrigerantes e bebidas alcoólicas. Os agentes publicitários trabalham febrilmente para vender tudo isso, bem como protetores solar, viagens de turismo, sandálias coloridas, a última moda em biquínis. E a estação é associada ao culto hedonista do corpo, à sensualidade, a um estilo de vida frenético e a uma liberdade, em sua maior parte, fantasiada.      

                                          

Bom também para as bandas de axé music ou pagode, já que se multiplicam os shows e o surgimento de sucessos nas paradas. Sucessos novos que vão ser tocados a toda potência dos equipamentos sonoros dos automóveis enquanto nossos jovens requebram a última dança em voga em Salvador, imitando o que viram na TV e nos trios elétricos do Carnatal que aconteceu, apesar do Covid 19 que ainda nos ameaça. E toda essa efervescência vai continuar enquanto durar o verão que só culmina (e acaba) com a chegada do Carnaval, reminiscência das orgiásticas festas pagãs da antiguidade. E então, com o reinício das aulas, as coisas voltam à sua aparente normalidade.

Está chegando o verão em Natal e felizmente há algumas pessoas para quem esse fato quase não faz diferença.         Os jovens do GACC – Grupo de Apoio à Criança com Câncer, por exemplo, continuam a sua faina cotidiana de levar àqueles garotos, que em um leito de hospital não sabem muito sobre verão, o calor de uma mão amiga e uma palavra afetuosa, bem como a Casa Durval Paiva.

Em qualquer estação o Lar Espírita Alvorada Nova (LEAN), na estrada Cajupiranga lá em Parnamirim, cuida de todos aqueles idosos carentes principalmente de carinho. O Lar da Vovozinha, no bairro Dix-Sept Rosado, não fecha as suas portas durante o verão nem seus trabalhadores voluntários se permitem tirar férias. O Lar do Ancião Evangélico desde 1984 atende idosos carentes, trabalhando com uma equipe multidisciplinar. Você não vê, nas noites da cidade, camionetes paradas nas ruas, cercadas por grupo de pessoas que recebem comida e doações diversas? Pois é. Esses Anjos da Noite são anônimos que distribuem sopa pelas ruas de Natal e também não param por causa do verão. E com o advento da Covid-19 o seu trabalho só aumentou, porque diminuiu drasticamente a renda e aumentaram o desemprego e a fome.

A ação da Saudosa Dra. Mércia Carvalho continua mesmo após sua morte, na Casa de Caridade Adolfo Bezerra de Menezes em Maçaranduba.

A ação da Dra. Mércia Carvalho continua mesmo após a sua morte. Sempre no Natal ela vestia as roupas de Papai Noel e distribuía presentes e simpatia com as crianças da instituição mantida pela Casa de Caridade Adolfo Bezerra de Menezes em Maçaranduba. Lá as obras beneficentes são tocadas por abnegados que cuidam de toda aquela gente, educando, levando-lhes assistência médica, carinho, respeito.  E tia Deusa. E os Alcoólicos Anônimos. E os responsáveis pelo Projeto Acalanto, trabalhando sempre, tentando persuadir mães a não abandonarem seus filhos, mas, quando não há outro jeito, providenciando para essas crianças um lar em que encontrem afeto. E o Desafio Jovem, atuando contra o uso das drogas, pode lá parar durante o verão? Muito menos o Instituto Juvino Barreto, que desde 1944 abriga idosos em suas instalações na Av. Alexandrino de Alencar. Os hansenianos da Colônia São Francisco, que existe desde 1923, continuam recebendo as visitas regulares de grupos que não os esquecem.

Internos do Instituto Juvino Barreto

E há os que se fazem presentes nas penitenciárias amenizando a solidão daquelas almas tornando menos dura as suas penas. Os que cuidam dos meninos de rua ou das jovens prostituídas. Ou ainda, os que se dedicam a dificílima tarefa de lidar com drogados. Até os cães abandonados nas ruas, ainda bem, encontram quem os recolham e cuidem.

Enfim, para uma boa parcela da população, a vida continua em sua rotina de solidariedade, indiferente ao passar das estações. Essas pessoas carregam consigo um eterno verão porque levam no coração o fulgurante sol da fraternidade e nos olhos o brilho intenso do Amor.

Compartilhar em:

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.