ENTÃO, É NATAL!

Nadja Lira – Jornalista • Pedagoga • Filósofa

A palavra Natal é originada do latim e faz referência à palavra “natalis”, que significa nascer. De acordo com os pesquisadores, não se sabe com exatidão a origem das comemorações natalinas. A hipótese mais aceita na atualidade, é a de que a festa de natal teve sua origem a partir das festividades pagãs realizadas no Império Romano, para celebrar o solstício de inverno – fenômeno que registra a noite mais longa do ano, antes do início do inverno.

Estamos às vésperas de mais um final de ano, época em que comemoramos os festejos natalinos. Vivemos o advento – um tempo de espera pelo nascimento de Jesus Cristo, nosso redentor. O natal é uma das festas mais esperadas do ano. Afinal, o natal é uma data comemorada com muita alegria, músicas, luzes e cores. É o momento em que as famílias se reúnem, esquecem as diferenças e celebram em paz a chegada do Menino Jesus.

Dentro das empresas, as pessoas festejam a data com o tradicional “amigo secreto”. Nesta ocasião em que todas as diferenças são esquecidas, as “puxadas de tapete” são perdoadas, enquanto todos se abraçam. É tempo de confraternização, ocasião mais do que apropriada para se parecer gente boa, bom amigo, bom camarada e viver em paz.

No Brasil, o natal é comemorado na noite do dia 24 para 25 de dezembro. A celebração brasileira, como quase tudo no país, imita a forma como europeus comemoram a data, valendo-se de símbolos como o pinheiro – árvore nativa do hemisfério Norte e a neve, que no Brasil, só pode ser vista no Rio Grande do Sul. Logo, o nosso Papai Noel não se veste de acordo com o calor predominante no Nordeste Brasileiro.

Algumas cidades brasileiras se especializaram em oferecer aos visitantes, as mais belas festas de natal. Em Gramado, por exemplo, o turista paga “os olhos da cara” para apreciar o famoso “Natal Luz”, que consiste na apresentação de um filme através de diversos aparelhos de televisão. Nos intervalos da apresentação do filme, os visitantes são brindados com a exibição de diversos corais formado por crianças, jovens e adultos.

Natal Luz em Gramado

O ponto alto das festividades natalinas em Gramado consiste na abertura dos festejos, quando a cidade é brindada com um grande desfile de natal, seguido pelo acendimento das luzes – um espetáculo simples, mas profundamente belo e cheio de significados. Por ocasião do natal, Gramado se veste de luz para encantar a todos os que têm a oportunidade de visitá-la. As luzes e as cores enfeitam a cidade e enchem nossos olhos.

Garanhuns, situada no Agreste pernambucano, também se notabilizou por sua decoração natalina, atraindo turistas de todas as partes do Brasil, para também apreciar a cidade vestida de luz, à espera do nascimento de Jesus.

Período natalino em Garanhuns – Foto: Carlos Eugênio

Cidades como Porto Alegre, Recife, Palmas e Campo Grande, entre outras capitais do país, ficam ornamentadas com enfeites natalinos, tudo preparado com esmero, a fim de encher os olhos daqueles que têm a oportunidade de apreciar tal beleza. Natal é tempo de bons sentimentos!

Depois de um ano difícil em virtude da pandemia que ainda amedronta o mundo, até mesmo a Cidade do Natal tem uma decoração bonita, a ponto de encher nossos olhos e nossos corações de alegria, satisfação e orgulho. As luzes, as cores e o brilho finalmente chegaram à Cidade do Natal, trazendo entusiasmo e esperança de dias melhores aos potiguares. Então, é Natal!

Compartilhar em:

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.