Dezessete capitais cancelam Carnaval de rua, Natal trabalha como se fosse liberar

Com o avanço da variante ômicron e o aumento de casos de covid-19, 17 capitais do Brasil e o Distrito Federal cancelaram o Carnaval de rua em 2022.

As festividades públicas também foram suspensas em Olinda (PE), Ouro Preto (MG), Juiz de Fora (MG) e São Luiz do Paraitinga (SP), municípios famosos por suas festas no período. Oito prefeituras afirmaram que estão analisando a possibilidade.

Entre as capitais, só Cuiabá e o Distrito Federal vão proibir os eventos. Nove disseram que irão autorizar, sendo que 6 estabeleceram como requisito a apresentação de comprovante de vacina contra a covid.

Rio de Janeiro e São Paulo anunciaram que vão manter os desfiles das escolas de samba. Em Curitiba, a prefeitura anunciou que o Carnaval 2022 será realizado em formato virtual.

TL CONTA MAIS 

Em entrevista à Tribuna de Norte de domingo, 9, o prefeito Álvaro Dias declarou que ainda está analisando a situação e que vai depender do Comitê Científico.

Hoje, o secretário Dácio Galvão disse a 96 FM , mesmo sem a confirmação de realização da festa que a equipe da Secretaria de Cultura e Funcarte trabalha desde dezembro “com os instrumentos jurídicos e administrativos que o Carnaval requer”.

Segundo ele, as minutas de editais, relação com os movimentos e blocos de rua e também com as escolas de samba, além dos projetos que estão envolvidos com a Lei Djalma Maranão, estão adiantados.

Território Livre. O levantamento é do Poder 360

Compartilhar em:

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.