Servidores federais do RN aprovam greve a partir desta quarta-feira (23)

Reunidos em assembleia virtual na noite de ontem (22), os servidores do INSS, Ministério da Saúde e DRTs do Rio Grande do Norte aprovaram o início da greve da categoria no Estado a partir desta quarta-feira (23).

A deliberação local confirma o que foi definido nacionalmente desde o início do mês, com a paralisação dos(as) trabalhadores(as) do Seguro e da Seguridade Social, dentro da Greve Geral, na data de hoje.

O Sindprevs-RN reuniu a categoria e a adesão recebeu amplo apoio, contando apenas com uma abstenção.

Na pauta emergencial, protocolada em janeiro deste ano, os servidores federais reivindicam o reajuste emergencial de 19,99% (perdas salariais dos últimos três anos), o arquivamento da PEC 32 (a chamada “reforma administrativa”) e a revogação da Emenda Constitucional 95/2016, do “teto de gastos”.

Membro da Diretoria do Sindicato, Djalter Rodrigues Felismino informou, durante a assembleia, que na sexta-feira (25) haverá uma reunião com o Ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, para discutir as reivindicações da categoria.

Ainda ficou decidido que na próxima semana haverá outra assembleia, às 15h, de forma híbrida, para montar a comissão de mobilização da greve, com o objetivo de elaborar o calendário de atividades para o período de greve que será indeterminado.

“Nós precisamos chamar os colegas para aderir à Greve Geral, lembrando também que os aposentados precisam entrar no movimento”, destacou Djalter Felismino.

Os servidores pontuaram ainda que esse é o momento para a categoria se unir e lutar pelos direitos.

“A gente tem que transformar esse sentimento de raiva em luta, nós sabemos que as dificuldades estão em todos os lugares. Mas se a gente conseguir conduzir, transformando em luta, conseguimos vencer. O momento é esse”, declarou Francismar Maia, que também integra a Diretoria do Sindprevs-RN.

Com informações do Sindeprev

Compartilhar em:

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.