Secretaria de Meio Ambiente divulga telefone para denunciar queimadas

Muitas pessoas acumulam coisas que com o passar do tempo acabam se tornando inservíveis, tornando-se o que popularmente chamamos de “sujeira”. Outros fazem a limpeza do quintal, juntando folhas secas e fazem a queima no próprio quintal. Isso vem criando um sério problema para quem os que têm problema respiratório, principalmente, nessa época de pandemia do coronavírus.

A secretária municipal, Aline Gonçalves, alerta que” colocar fogo em terrenos, mesmo sendo propriedade particular, pode ser considerado crime, o que é punido pela Lei de Crimes Ambientais – Lei Federal nº 9.605/1998, que prevê punição que pode ser de multa e detenção de 6 meses a um ano”

E adianta: “com as queimadas são jogados na atmosfera resíduos dos materiais queimados, causando poluição e possíveis danos à saúde humana, além de poder causar incêndio, colocando em perigo a vida, a integridade física e o patrimônio de outrem, com previsão de punição no código penal”.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de São José de Mipibu – SEMURB, colocou a disposição da população o telefone 3273-3341 ( das 8h às 13h), para as pessoas que se sentirem incomodados com a fumaça de queimadas de quintal ou terreno baldio.

Recentemente, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente foi acionada por moradores da rua 7 de Setembro, sobre a realização de queimadas nos quintais das residências. Os fiscais da Semurb estiveram no local informado, que orientaram o proprietário sobre não mais fazer queimadas.

O leitor Dário Silveira, após sofrer com a fumaça provocada por queimadas, resolveu entrar em contato com a Semurb. “Aqui na rua 7 de Setembro, quando apaga o fogo de um morador, acende o de outro”. E faz um apelo: “Gente, estamos vivendo uma pandemia, onde o principal órgão afetado são os pulmões e a fumaça pode prejudicar seus vizinhos”

Dário sugeriu que a Prefeitura Municipal realize uma campanha para evitar que as pessoas não queimem lixo e entulhos nos quintais. “Fica o meu apelo ao prefeito José Figueiredo e os vereadores da cidade”.

Outra leitora que denunciou o problema em sua rede social foi Joelma Rangel: “Tudo começa com coceira e inchaço nos olhos, seguida de espirros, dor de cabeça e dificuldade respiratória. Tudo isso é causado pela fumaça incessante dos quintas de meus vizinhos, na rua 7 de Setembro, que invade a nossa casa , diariamente”.

Já Williany Silva acrescentou num comentário: “onde mora minha mãe, que reside na Rua da Liberdade, acontece isso toda à tarde. Um morador de um sítio toca fogo nas folhas secas. A fumaça é sufocante.

1 Pessoa comentou
Aécio Medeiros

Ótima medida adotada pela SEMURB para proteger o meio ambiente
de poluição e proteger a saúde do povo.

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.