Projeto leva educadores da rede municipal de Nísia Floresta a conhecer a história da cidade

 Dentro do projeto de “Educação Patrimonial”, promovido pela Secretaria Municipal de Educação do município, o Museu Nísia Floresta recebeu, na manhã do dia 28 de julho, um grupo com 130 educadores da rede municipal de ensino de Nísia Floresta, como estratégia de promover visita de campo ao patrimônio do município como: o  Museu Nísia Floresta,  Igreja Matriz,  Baobá Centenário, Estação Ferroviária Papary, entre outros espaços históricos e cultural do município.
Ao chegarem no Museu Nísia Floresta os educadores foram divididos em grupos e participaram de diferentes atividades. A equipe do Museu acompanhou as visitas, guiadas nos espaços e exposições que destacam a vida e a obra da escritora Nísia Floresta.
Segundo Sheila Moura, da Secretaria Municipal de Educação, “o projeto visa envolver a comunidade escolar no reconhecimento e valorização dos bens culturais que formam o patrimônio do município, bem como estimular a ampliação do conhecimento dos educadores sobre a vida e obra da escritora Nísia Floresta”.
Outra importante atividade realizada durante a visitação no museu foi a exibição do Filme “Dionísia: Poema Além da Floresta”, cujo roteiro e direção é de autoria do  mipibuense, professor Nilson Eloy. O curta metragem conta a história de Nísia Floresta nos primeiros anos de sua vida e até a mudança da família de Nísia para o Estado de Pernambuco. Vale salientar que esse período é o menos conhecido e divulgado sobre a história de Nísia Floresta.
Os educadores do município também tiveram acesso a duas exposições que estão abertas a visitação no museu: A exposição fotográfica “Os Baobás Centenários do RN” e a exposição de Poemas de Chico Traíra e xilogravuras de Alcides Sales.
A visita dos professores e coordenadores pedagógicos das escolas municipais ao Museu Nísia Floresta foi um momento de grande importância para conhecimento da vida e obra da escritora Nísia Floresta. Através das visitas às exposições, da exibição do filme de Nísia e dos relatos do trabalho que o museu realiza, os educadores tiveram acesso aos bens culturais do município e puderam conhecer um pouco das práticas educativas e culturais realizadas nesse espaço cultural.

Compartilhar em:

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.