Pré-candidata Gay a Deputada Estadual e dona de Cabaré, em Caicó, diz que vai botar deputados do RN para correr

A pré-candidata a Deputada Estadual pelo Solidariedade, Lilia Saldanha, dona de uma boate em Caicó (RN) frequentada por moças lindas, livres e desimpedidas, o Cabaré Sol & Lua, repudiou as palavras do Deputado Estadual Michael Diniz contra o movimento LGBTQI+ na Assembleia Legislativa.

“Esse sentimento do deputado é isolado. Não é isso que encontro no partido. Sou homossexual, de forma muito feliz e digna, e lá sempre fui acolhida, por isso defendo a sua expulsão e uma manifestação firme contra o preconceito e a intolerância.

Chega de ódio na política! Esse discurso radical e enojante me motiva ainda mais a disputar uma vaga na Assembleia Legislativa, justamente pra bater de frente com deputados que nos envergonham! Basta!, reagiu Lilia que prometeu botar pra correr os deputados preconceituosos”. Ela disse que vai bater” na Assembleia Legislativa. O negócio vai feder.

Do Blog Robson Pires

ENTENDA O CASO

O Deputado Estadual Michael Diniz (Solidariedade), recentemente empossado como suplente no Legislativo do Rio Grande do Norte (RN), fez pronunciamento na manhã desta quarta-feira (22) onde criticou o que chamou de movimento LGBT”, sugerindo tratamento psiquiátrico para pessoas que, no entendimento dele, participam de atos contrários ao cristianismo.

Em seu pronunciamento, o deputado falou sobre um fato noticiado na imprensa que tratava de uma miss trans que posou para uma sessão de fotos como Maria, a mãe de Jesus. Para ele, a atitude representa “um fardo nas costas” nos conservadores e “chacota” contra os cristãos.

“Eu sinceramente não entendo esse povo. Pedem respeito e desrespeitam a fé alheia. Buscam fazer uma lacração de forma absurda. Não têm o menor senso ético e moral. É uma libertinagem extremamente acentuada. Querem corromper as crianças, sensualizar, querem queimar a bíblia, como já fizeram. Colocar crucifixo onde não deviam… E, sinceramente, eu acredito que esse povo precisa de um tratamento ‘psiquiatra’ (sic) urgente”, disse Michael Diniz. “Não é normal essa falta de respeito”.

No discurso, o deputado disse que queria deixar registrado o repúdio ao movimento LGBTQIA+ e convocou conservadores a se posicionarem contra o movimento.

“Quero deixar registrado meu repúdio aqui e demonstro meu desprezo por todo esse movimento LGBT. Mas como católico, digo que o homossexual, que é diferente daquela pessoa que participa do movimento, tem todo meu respeito. Todos nós temos nossos defeitos, todos nós temos nosso jeito de querer seguir a vida, ninguém é perfeito. Agora, esse movimento não cabe mais em nossa sociedade. Até quando vamos suportar essas coisas e ficar calado? Até quando a sociedade vai ver essa depravação e nada vai fazer?”

Michael Diniz, que é empresário, assumiu o mandato na Assembleia Legislativa no dia 15 de junho, substituindo o deputado Kelps Lima, que tirou licença de 120 dias. O suplente somou 7.773 votos no pleito de 2018, ficando atrás do próprio Kelps Lima, Alysson Bezerra, Subtenente Eliabe e de Fernando Antônio Bezerra. Como Eliabe já está no exercício do cargo em virtude da saída de Alysson Bezerra, eleito prefeito de Mossoró (RN), e Fernando Bezerra foi eleito prefeito de Acari (RN), em 2020, Michael Diniz assumiu o mandato.

TN

Compartilhar em:

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.