Polícia Civil prendes suspeitos de desviarem combustíveis de ônibus escolares em Nísia Floresta e outras cinco cidades

A Polícia Civil, por meio da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), deflagrou, ao longo desta sexta-feira (25/03), a operação “Sangria”, que cumpriu 4 mandados de prisão preventiva e 7 de busca e apreensão domiciliar nas cidades de Nísia Floresta, Canguaretama, Montanhas, Pedro Velho, Nova Cruz. Todos os suspeitos são investigados pela possível prática dos crimes de peculato, furto, associação criminosa, receptação e venda de combustíveis de forma ilegal.

Segundo a PC, o processo investigatório, que teve o com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), identificou um grupo de servidores públicos e contratados, todos na condição de motoristas, tanto comissionados pelas prefeituras, como por meio de terceirizadas, que estaria promovendo o roubo de combustíveis por um período de 15 meses, causando cerca de R$ 500 mil de prejuízo aos cofres públicos.

Ainda segundo as investigações, os furtos eram realizados em uma área de mata, próximo ao Forte dos Reis Magos, na comunidade de Brasília Teimosa, no bairro das Rocas, em Natal, e funcionava da seguinte forma: os ônibus escolares de cidades do agreste potiguar ficavam estacionados, após os motoristas deixarem os alunos nas instituições de ensino ou em hospitais. Foram realizadas diversas filmagens, em dias e horários distintos, comprovando os furtos dos combustíveis e identificando os seis autores.

Os suspeitos, identificados como Adriano Medeiros de Souza, Eriberto Garcia da Rocha, José Marcos Camilo Conceição, Josenildo Belisio Dias e Auriles Freire Júnior, foram conduzidos até a Central de Flagrantes da Polícia Civil, em Natal.

Do Blog Nísia Digital

Compartilhar em:

1 comentário

  • Santiago Nunes Dos Santos Filho disse:

    Um grande absurdo. O sujeito fica o tempo todo desempregado, quando aparece uma oportunidade comete esse delito.

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.