O Sheik Bolsonaro e os brasileiros que buscavam comida no lixo

Durante esta semana, duas imagens repercutiram na mídia nacional, uma bastante diferente da outra: de um lado o filho “03” do Presidente da República, ostentando e gozando uma vida de “Sheik” em Dubai; do outro, brasileiros que buscavam comida no caminhão do lixo.

Quem seríamos nós se não fizéssemos uma reflexão sobre isso? Num momento em que a gasolina, o gás de cozinha e a comida estão com os preços lá em cima, o filho do presidente da República, possivelmente com dinheiro público (o TCU vai dizer) ostentando riqueza no exterior.

É crime o que ele faz? Num primeiro momento não. Mas certamente é falta de bom senso e empatia com a atual situação dos brasileiros mais carentes, com o avanço da fome e da extrema pobreza.

Que algum súdito possa aconselhar a Vossa Alteza Real, digo, deputado (foi o corretor), mostrando que numa República (do latim “coisa do povo”), os políticos não são príncipes, mas servidores. Numa república, políticos não precisam apenas cumprir a lei, mas também ter empatia e respeito pelo povo que representam. Especialmente os mais vulneráveis.

Do blog Silvério Alves

Compartilhar em:

1 comentário

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.