Marco Aurélio: Bolsonaro prepara campo para impugnar eleição se perder

O ministro Marco Aurélio Mello, decano do Supremo Tribunal Federal cuja aposentadoria compulsória está marcada para 15 de julho, demonstrou preocupações quanto ao desfecho do processo eleitoral em 2022.

Em entrevista ao programa Conversa com Bial, da TV Globo, o ministro mencionou indiretamente as reiteradas ameaças do presidente Jair Bolsonaro de não aceitar o resultado das urnas no ano que vem, caso seja derrotado.

Pesquisas de intenção de voto têm apontado o favoritismo do ex-presidente Lula na corrida ao Planalto. Levantamento Ipec divulgado na última sexta-feira 25 mostrou que, se a eleição fosse realizada hoje, o petista venceria ainda no 1º turno.

“Talvez o problema maior esteja nos levantamentos quanto à intenção de votos para 2022 e já prepare o presidente campo, porque não somos ingênuos, para uma impugnação caso não seja vencedor na candidatura à reeleição”, disse Marco Aurélio, conforme trecho antecipado pela TV Globo.

Carta Expressa

Compartilhar em:

1 comentário

  • Aécio Medeiros. disse:

    Será um retrocesso no estado de direito do povo brasileiro se o Presidente Bolsonaro não aceitar uma possivel derrota por meio do voto livre democrático e quiser implantar no Brasil uma nova ditadura. Se isso acontecer espero que as nossas forças armadas estejam do lado do povo.

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.