Jornalismo com ética e coragem para mostrar a verdade.

junho 21, 2024

Manutenção: Idema inicia reestruturação da cerca do Parque das Dunas

O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente – Idema iniciou, neste mês de junho, a reconstrução da cerca que delimita a área do Parque das Dunas.

O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente – Idema iniciou, neste mês de junho, a reconstrução da cerca que delimita a área do Parque das Dunas. A obra engloba a reconstrução de 7km de cerca, aproximadamente, que passam por Via Costeira, Roberto Freire e na área próxima ao Bosque dos Namorados.

A equipe responsável pelo serviço iniciou a manutenção na face do Parque que compreende a Av. Senador Dinarte Mariz (Via Costeira), imediações do Centro de Convenções. O término da obra tem previsão para o mês de dezembro de 2024.

O serviço será realizado pela empresa ganhadora de licitação, a Silva Cruz Engenharia, sob fiscalização do Idema e acompanhado pelo Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb). A obra tem recursos próprios do Idema, no valor de R$ 307.781,85 (trezentos e sete mil, setecentos e oitenta e um reais, e oitenta e cinco centavos).

A manutenção da cerca que corresponde ao trecho com início na Via Costeira até o final da Avenida Roberto Freire, em Ponta Negra, é de responsabilidade do Idema. Já a parte que abrange a área da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) fica a cargo do Exército Brasileiro.

O material utilizado na estrutura que compõe a cerca é ecológico. A “ecomadeira” é constituída de um composto de pó de madeira e resíduos plásticos como sacolas e garrafas pet, por exemplo. Segundo a equipe do Núcleo de Arquitetura e Engenharia do Idema, responsável pela fiscalização da obra, o material escolhido é altamente sustentável e adequado para uma região litorânea.

“A necessidade de reconstrução da cerca surgiu em virtude do desgaste natural e de atos de vandalismo que comprometeram a integridade da delimitação original. A cerca desempenha um papel crucial na proteção do parque contra invasões, na conservação das espécies que ali habitam e na manutenção das trilhas e áreas de visitação de forma ordenada e segura”, disse o fiscal do contrato, engenheiro civil Manoel Marques.

Com 1.172 hectares de Mata Atlântica, o Parque das Dunas é considerado o segundo maior parque urbano do Brasil, e o maior sobre dunas. Além da área do parque aberta ao público, conhecida como ‘Bosque dos Namorados’, existem três trilhas abertas, por onde grupos têm a possibilidade de fazer turismo ecológico.

“O esforço coletivo garante que o Parque das Dunas continue a ser um oásis verde em meio à urbanização de Natal”, disse a gestora da Unidade de Conservação, Mary Sorage.

Os comentários estão desativados.