MAIS POLÊMICA: População não sabe o que acata, se o decreto do Governo do RN ou da Prefeitura de Natal

Mais uma polêmica, envolvendo o Governo do Estado e a Prefeitura do Natal. Ambas publicaram decretos divergentes, deixando o cidadão sem saber o qual irá acatar: se o decreto do Governo do Estado ou da Prefeitura do Natal, que conta com o apoio da Federação dos Municípios do RN (FEMURN).

Por outro lado, não se sabe qual o decreto o Município de São José de Mipibu irá seguir para publicar um novo documento a ser seguido pelos mipibuense. O blog O ALERTA, até ao meio dia desta sexta-feira, entrou em contato com diversos setores da Prefeitura Municipal e não obteve a resposta.

GOVERNO DO ESTADO

O Diário Oficial do Estado publicou na edição desta sexta-feira o novo decreto do Governo do Estado.

A governadora Fátima Bezerra, depois de ouvir o comitê científico e prefeitos, manteve a maioria dos pontos do decreto em vigor até hoje, mas flexibilizou o toque de recolher.

Bares e restaurantes podem funcionar até 22 horas e aos domingos e feriados, mesmo com o toque de recolher integral nesses dias, poderão abrir das 11h às 15h.

A venda e consumo de bebida alcoólica em locais públicos continua proibida pelo decreto do Estado, que liberou aulas presenciais para estudantes do ensino fundamental 1, sob responsabilidade dos municípios.

As academias também ganharam mais uma hora e podem abrir mais cedo.

CLIQUE AQUI E CONFIRA A ÍNTEGRA DO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO

PREFEITURA DO NATAL

O decreto do município de Natal, baixado pelo prefeito Álvaro Dias, diverge em muitos pontos com o decreto do Estado, baixado pela governadora Fátima Bezerra.

Enquanto o da governadora mantém a proibição da venda e consumo de bebida alcoólica em locais públicos, o do prefeito da capital libera.

O decreto da Prefeitura de Natal também estende por mais uma hora o funcionamento de bares e restaurantes, e flexibiliza o funcionamento de barracas de praia.

Também libera as aulas presenciais para todas as turmas nas escolas privadas, enquanto o da governadora limita o presencial para turmas de até o 5º ano.

1 Pessoa comentou
Terezinha Tomaz

O prefeito quer agradar aos empresários.

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.