Jornalismo com ética e coragem para mostrar a verdade.

setembro 10, 2023

Lurdita, juntas desvendamos o passado, dividimos o presente e construímos um futuro

Mariana Rodrigues – Psicanalista e Advogada e cronista nas horas vagas Na nossa relação, exposições são raras.

Mariana Rodrigues – Psicanalista e Advogada e cronista nas horas vagas

Na nossa relação, exposições são raras. A gente vive o momento guardando na memória o histórico das nossas experiências. Minha mãe, por muito tempo, foi minha filha; e olha que linda comprovação de que a criação dela construiu em mim o dom de cuidar. Hoje ela é a minha mãe, e eu tenho orgulho da força que ela tem e nem se dá conta.

Lurdita, como passei a chamá-la depois que fizemos aulas de espanhol juntas, vem se abrindo pra vida de uma forma espetacular. Era ela quem tinha o cuidado de saber como eu ia na escola, pra que meu pai só se preocupasse com as outras coisas; e como foi fundamental tê-la me orientando nisso. É dela que vem o exemplo de que o conhecimento é a herança que faz a diferença. Eu costumava ir com ela nas aulas de Pedagogia e foi a partir dela que me interessei pela área psi, quando ela mudou completamente depois da pós graduação em Psicopedagogia.

E é por ela que eu busco o mínimo de estabilidade na vida. Eu cresci observando-a ser uma filha maravilhosa e tento ser, à minha maneira, o melhor que posso. A gente convencionou que os erros da nossa relação servirão de reflexão e evolução, e isso faz toda a diferença. A gente fala das nossas angústias, a gente cria novas possibilidades, e construímos a cura das feridas que se relacionar provoca. É lindo sarar mutuamente.

Minha mãe é muito reservada, cautelosa e uma mulher de muita fé. Me mostrou caminhos, mas respeita meus atalhos. Ela me deu a consciência de liberdade, me ensinando a arcar com a responsabilidade das minhas escolhas. Ela me mostrou que ser responsável, às vezes, está acima dos nossos desejos, e foi assim que eu fui conduzida a enxergar o outro sem me desrespeitar.

Foi podendo perceber a humanidade dela que me tornei uma mulher melhor. Felizes dos que ensinam com seus erros. Ela tem uma virtude rara, reconhece as falhas e é aberta à mudanças. Juntas desvendamos o passado, dividimos os presente e construímos um futuro. Espero compartilhar a vida com ela por muitos anos.

Feliz Aniversário, minha miúda de alma gigante. Te amo do tamanho do universo, que se não é infinito, se desconhece o fim.

Uma resposta para “Lurdita, juntas desvendamos o passado, dividimos o presente e construímos um futuro”

  1. Carlos Antonio Soares da Silva disse:

    Como que tem de ser a relação Pais & Filhos. Que belo desfecho: “…que se nao é infinito, se desconhece o fim.” Lindo!