Ketleyn e Bruninho viram porta-bandeira e mestre-sala na abertura das Olimpíadas

Brasil desfilou com pequena delegação – Foto: Folha PE

Para o Brasil, o auge da abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio aconteceu mais de duas horas depois do início da cerimônia. Os atletas Bruninho e Ketleyn representaram o país de um jeito muito brasileiro: como porta-bandeira e mestre-sala.

A dupla mostrou irreverência ao transformar o Estádio Olímpico de Tóquio em “avenida” para desfilar com a bandeira brasileira. Os dois até arriscaram um gingado e levaram o samba ao outro lado do mundo.

Por conta dos protocolos para a Covid-19, o Time Brasil optou por entrar com apenas quatro representantes: dois atletas e dois integrantes do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Antes, ainda na fila para desfilar no estádio, os dois participaram da transmissão da TV Globo. Ambos valorizaram a honra não só de representar os colegas de modalidade, nem mesmo os 303 atletas classificados para Tóquio, mas o esporte nacional como um todo.

Compartilhar em:

1 comentário

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.