Jornalismo com ética e coragem para mostrar a verdade.

junho 19, 2023

“Indicativos não são bons”, diz Bolsonaro sobre julgamento que pode torná-lo inelegível

O ex-presidente Jair Bolsonaro (foto) prevê a derrota no plenário do Tribunal Superior Eleitoral no julgamento, na próxima quinta-feira (22), que poderá torná-lo inelegível.

O ex-presidente Jair Bolsonaro (foto) prevê a derrota no plenário do Tribunal Superior Eleitoral no julgamento, na próxima quinta-feira (22), que poderá torná-lo inelegível. 

Durante evento de filiação do PL, em Jundiaí, Bolsonaro afirmou que “os indicativos não são bons”.

“Não vamos nos apavorar com o resultado que vier. Obviamente a gente não quer perder os direitos políticos. A gente quer continuar vivo contribuindo com o país”, disse no sábado (17). 

“Nós temos esse problema agora. Até mesmo uma condenação de inelegibilidade porque me reuni com embaixadores antes do período eleitoral. Vamos enfrentar isso no dia 22 agora. Já sabemos que os indicativos não são bons, mas eu estou tranquilo.”

A ação aborda a reunião do ex-presidente com embaixadores de mais de 40 países no Palácio do Planalto, em julho de 2022. Na ocasião, o então presidente da República fez uma série de ataques ao processo eleitoral sem apresentar provas.

O Antagonista

facebook sharing button
twitter sharing button
email sharing button
whatsapp sharing button
telegram sharing button
messenger sharing button

O ex-presidente Jair Bolsonaro (foto) prevê a derrota no plenário do Tribunal Superior Eleitoral no julgamento, na próxima quinta-feira (22), que poderá torná-lo inelegível. 

Durante evento de filiação do PL, em Jundiaí, Bolsonaro afirmou que “os indicativos não são bons”.

“Não vamos nos apavorar com o resultado que vier. Obviamente a gente não quer perder os direitos políticos. A gente quer continuar vivo contribuindo com o país”, disse no sábado (17). 

“Nós temos esse problema agora. Até mesmo uma condenação de inelegibilidade porque me reuni com embaixadores antes do período eleitoral. Vamos enfrentar isso no dia 22 agora. Já sabemos que os indicativos não são bons, mas eu estou tranquilo.”

A ação aborda a reunião do ex-presidente com embaixadores de mais de 40 países no Palácio do Planalto, em julho de 2022. Na ocasião, o então presidente da República fez uma série de ataques ao processo eleitoral sem apresentar provas.

Com informações do O Antagonista

SmartwalletTodos idosos no Brasil deveria estar usando está carteiraSmartwallet|

SponsoredSponsored

Fonte: Portal Grande Ponto

Os comentários estão desativados.