Em nome da Paz: Papa vai à Embaixada da Russia no Vaticano

O Papa Francisco surpreende mais uma vez. E hoje ele fez um gesto sem precedentes para um Papa que ativismo em nome da Paz.

Na manhã desta sexta-feira (25), o Papa Francisco foi à Embaixada da Rússia junto à Santa Sé, no Vaticano, para manifestar a sua preocupação com a guerra na Ucrânia. O líder da Igreja Católica chegou em um veículo utilitário branco à sede da representação russa, chefiada pelo embaixador Alexander Avdeev.

Francisco permaneceu no prédio na Via della Conciliazione por mais de meia hora, como confirmou o diretor da Sala de Imprensa vaticana, Matteo Bruni.

Francisco acompanha de perto a evolução da situação no país do Leste Europeu, sob ataque desde a noite de 24 de fevereiro, onde se contam inúmeros mortos e feridos. O próprio Pontífice havia expressado “grande pesar em seu coração” pelo agravamento da situação no país na última quarta-feira, 23 de fevereiro, no final da Audiência geral, quando a violência ainda não havia eclodido.

O Papa apelou “aos que têm responsabilidades políticas para fazer um sério exame de consciência diante de Deus, que é o Deus da paz e não da guerra”. E ele chamou tanto os crentes quanto os não crentes a se unirem em uma súplica coral pela paz em 2 de março, Quarta-feira de Cinzas, rezando e jejuando: “Jesus nos ensinou que à diabólica insensatez da violência se responde com as armas de Deus, com oração e jejum pela paz”, disse o Pontífice.

“Convido a todos a fazerem no próximo 2 de março, Quarta-feira de cinzas, um dia de jejum pela paz. Encorajo os crentes de uma maneira especial a se dedicarem intensamente à oração e ao jejum naquele dia. Que a Rainha da Paz preserve o mundo da loucura da guerra”, apelou o Papa.

Do Diário do Poder

Compartilhar em:

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.