E foi feita a vontade de Lula: Governadora fala em “encontro de tática”

O PT do Rio Grande do Norte realizou seu Encontro de Estratégia Eleitoral 2022 neste domingo (29). Presidente Júnior Souto na coordenação dos trabalhos.

Reunidos durante todo o dia, 130 delegados e delegadas eleitos no último PED (Processo de Eleições Diretas do PT) aprovaram cinco resoluções que irão nortear a legenda no pleito deste ano, entre elas a que validou o projeto de reeleição da governadora Fátima Bezerra : “as alianças político-eleitorais com MDB e PDT, o fortalecimento das candidaturas majoritárias e a unidade partidária com a finalidade de combater o fascismo”, diz a assessoria. 

“ENCONTRO DE TÁTICA”

A governadora falou  sobre a importância da eleição de Lula para o país e sobre a política de alianças do PT nacional e estadual:

“Nem Lula, nem nós acreditamos que as divergências irão se dissipar por meio simplesmente de uma aliança.

Não há nessa posição nenhuma ingenuidade. O que há é um chamado à união dos que defendem a democracia.

No RN temos um futuro que já começou.

E a aprovação, neste encontro de tática, da chapa com Carlos Eduardo para o senado e com Walter Alves para vice, é um passo muito importante para seguirmos disputando os rumos da história”. 

Por “tática” entenda-se também a determinação do ex-presidente Lula que foi de  fazer aliança com o MDB em todos os estados do Nordeste.

Mais que isso, foi colocar as divergências no arquivo e engolir um vice que não era de sua preferência e um Senador que terá explicar todas as agressões mútuas da última campanha para evitar o candidato mais forte a lhe enfrentar nas urnas.

Um encontro que não foi de afinidades, vontades, convergências, ideologias, mas  de…  ‘TÁTICA”. 

Do Território Livre

Compartilhar em:

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.