De volta ao passado… (113)

A atleta mipibuense Gerlane Iara, vencedora de diversos prêmios em sua categoria de corredora, se encontra, durante um treino, nas estradas dos canaviais, na localidade de Pau Brasil (uma vez que o município não tinha uma pista de atletismo), com o renomado Robson Caetano, um dos mais vitoriosos velocistas brasileiros

Segundo o secretário Municipal de Esportes e Cultura, professor Dalmo Pereira, “Em 2007, por ocasião dos Jogos Panamericanos, realizados no Rio de Janeiro, a Rede Globo enviou a equipe do programa Esporte Espetacular, a vários Estados brasileiros, onde havia projetos de atletismo. Na época, no RN, apenas São José de Mipibu e Touros, desenvolviam esses projetos”.

E continua: “Por meio da atleta internacional Magnólia Figueiredo, a Rede Globo veio a Mipibu e fez uma matéria como os atletas treinavam. Filmaram a atleta Gerlane treinando , numa estrada carroçável, no canavial, próximo ao bairro de Pau Brasil, sem qualquer estrutura. Foi aí que  aconteceu  o encontro de Gerlane com o renomado corredor Robson Caetano, atleta brasileiro, especializado em corridas de curta distância”.

A atleta mipibuense Gerlane Iara, vencedora de diversos prêmios em sua categoria de corredora, participou de diversas corridas, entre elas: Corrida Norte-Nordeste; Jogos da Juventude (umas quatro vezes), Meia Maratona de Natal…

GERLANE HOJE

A Universidade Potiguar (UnP) fez uma convite a Gerlane Iara para compor sua equipe de atletismo, oferecendo-lle uma Bolsa de Estudos. Com isso, a atleta mipibuense, saiu da Escola estadual Hilton Gurgel de Castro (CAIC), em São José de Mipibu, para a Unp, onde, posteriormente veio a se formar em Psicologia. Hoje, morando na capital, Gerlane segue na área de atletismo, atuando na Corrida de Orientação de rua.

Robson participou de quatro Jogos Olímpicos, ganhando um bronze nos 200 metros rasos, em Seul, em 1988, e outro bronze no revezamento 4×100 m, em Atlanta, em 1996. Ele veio conhecer a realidade dos treinamento dos jovens de São José de Mipibu. A foto foi batida em setembro de 2007. Passados 15 anos a cidade, ainda, não oferece local adequado para a prática de atletismo.

 

Compartilhar em:

2 Comentários

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.