blogdobarbosa: 14 anos na defesa da democracia e da liberdade de expressão

O blogdobarbosa está completando neste 13 de agosto quatorze anos no ar de forma ininterrupta e sempre na defesa da democracia e da liberdade de expressão, num país em que a democracia está permanentemente sendo testada.

Diria que o blogdobarbosa, como todo adolescente, é um rebelde com causa fazendo Jornalismo na essência maior da palavra.

Já disse em outras oportunidades que no jornalismo não se tem a obrigação de ser imparcial, isso é utopia, quem tem obrigação de ser imparcial é juiz de Direito, e muitas vezes não o é, temos exemplos na história recente do país. Jornalista tem o dever, sim, de ser ético e retratar os fatos da maneira que acontecem sem inventar ou omitir e não tem a obrigação de agradar a ninguém.

Se opino, ninguém é obrigado a concordar sobre a minha opinião, discordar faz parte da democracia, pois que a democracia é a convivência dos contrários. Daí o slogan do Blog ser “nem progressista nem conservador, apenas jornalismo”.

Quem acompanha o blogdobarbosa desde a sua criação sabe a sua linha editorial e nunca fiz questão de esconder, pois que entendo jornalismo desta maneira. Não faço jornalismo para agradar a ninguém e nem nunca dei importância a ter audiência. Prezo pelos leitores de qualidade e não de quantidade.

Os que acessam o blogdobarbosa já sabe que vai encontrar uma linha editorial diferenciada sem escamotear opiniões sobre os mais diversos temas, sobretudo, política.

Na minha trincheira de lutas faço do blogdobarbosa um canal de discussão sem jamais pensar que sou o dono da verdade. Contudo, tento levar aos meus seguidores na minha visão de jornalista, principalmente na área política, considerando os mais de 35 anos de profissão, dos quais mais da metade cobrindo política, o que considero ser melhor para a nossa cidade Natal, o nosso Rio Grande do Norte e o nosso Brasil.

O jornalismo é o exercício diário da cidadania e sendo assim como formador de opinião, o jornalista tem o dever e a obrigação de mostrar à opinião pública a verdade sem maquiar os fatos ou plantar mentiras como ocorre muitas vezes nas redes sociais.

Todo jornalista tem opinião, mas o problema é ignorar informação que alguns não querem ouvir ou ler e alimentar tudo o que eles querem ouvir e ler. Isso não é jornalismo de verdade!

Nenhum comentário

Seja o primeiro a comentar o tópico.

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.