Apresentados bolsistas do Programa Gente do Campo da Regional São José de Mipibu

Os bolsistas selecionados no Programa “Gente do Campo”, da Regional São José de Mipibu que farão parte do NEAS – Núcleo Estratégico de Assistência técnica nos municípios de São José de Mipibu, Santo Antônio e Pedro velho, participaram, dia 6 de outubro de uma apresentação, no Centro de Treinamento da Emater, em São José de Mipibu.

PROGRAMA GENTE DO CAMPO

O Programa Gente do Campo selecionou 125 técnicos, sendo 81 vagas de nível médio e 44 vagas de nível superior. Eles foram contemplados com bolsas de 48 e 24 meses, respectivamente, para os cursos de Tecnólogo em Agroecologia (graduação), e de Especialista em Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar.

No Escritório local da Emater de São José de Mipibu foram selecionados os bolsistas, Tayanne Ferreira de Lima Santana ( Auxiliar Administrativo) Naara Roberto Almindas (Veterinária) e Camilo Dantas Campos (Engenheiro Agrônomo).

O processo seletivo é um convênio de cooperação técnica e científica entre a Emater-RN – com interveniência da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf) – Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) e Fundação para o Desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado do Rio Grande Do Norte (Funcitern) – responsável pelo processo de seleção.

FORMAÇÃO 

O Gente do Campo representa uma proposta de desenvolvimento da Nova ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural, em sintonia com a Política Nacional de Ater (PNATER) e com o fortalecimento da Agricultura Familiar de base agroecológica no Rio Grande do Norte.

O programa também compreende um processo de formação continuada, formal e vivencial, baseado na pedagogia da alternância e na metodologia científica da pesquisa-ação, que se dará no cotidiano das ações e experiências da Emater-RN, em parceria com a UERN.

Um diferencial do Programa, como preconiza seu título, é a priorização das populações do campo na seleção dos novos formandos-bolsistas. Aqueles que tiverem o ensino médio ou técnico, ingressarão no curso Tecnólogo em Agroecologia. Já os de nível superior, vão realizar uma pós-graduação em Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar.

Compartilhar em:

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.