Jornalismo com ética e coragem para mostrar a verdade.

janeiro 28, 2024

A menina de Acari (RN) que vendia cocada em frente ao cinema e que virou atriz famosa

Edmilson Silva – Natal não há tal No final da Segunda Guerra Mundial, em 1946, era inaugurado o famoso Cine São Luiz, cinema que ficava na Av.

Edmilson Silva - Natal não há tal

No final da Segunda Guerra Mundial, em 1946, era inaugurado o famoso Cine São Luiz, cinema que ficava na Av. Presidente Bandeira (Avenida 2), no bairro do Alecrim. O São Luiz fez história em Natal com shows e filmes memoráveis.

Era lá que uma menina natural de Acari, cidade que fica há 201 km de Natal, vendia cocadas e gostava tanto de cinema que gastava todo o apurado em ingressos para assistir os filmes.

Cine São Luiz - Foto: Crônicas taipuenses

Seu nome era Rejane Medeiros e ela chamava a atenção porque possuía uma beleza sem igual. Com o dinheiro das cocadas ela assistia os filmes várias vezes. E depois disso, conta-se que ela ia pra casa e ficava imitando as atrizes em frente ao espelho.

Rejane então foi embora para o Rio de Janeiro e lá, rapidamente, evoluiu se transformando numa estrela de cinema internacional. Ela já teve participação marcante em filmes como: “Entre o Amor e o Cangaço”, “Tarzan, O Menino da Selva”, “Anita Garibaldi” e “Pecado Mortal”.

A atriz foi casada com o musicista Egberto Gismonti, que morreu em 1999, e com ele teve dois filhos: Alexandre Gismonti e Bianca Gismonti.

Fonte: Henrique Araújo

Uma resposta para “A menina de Acari (RN) que vendia cocada em frente ao cinema e que virou atriz famosa”

  1. Edinarte disse:

    História maravilhosa!