A fúria dos deuses

Nadja Lira – Jornalista • Pedagoga • Filósofa

Assustada com o caos em se transformou a cidade do Natal devido a intensidade das chuvas nas últimas semanas, cheguei à seguinte conclusão: Se eu vivesse na época antes do nascimento de Cristo, não me restaria a menor sombra de dúvida de que os moradores do Rio Grande do Norte estão sendo duramente castigados pelos deuses, por escolherem de maneira errada as pessoas que conduzem os destinos deste Estado.

A fúria dos deuses, no meu ponto de vista, tem uma profunda razão para se mostrar tão dura. Afinal, as obras realizadas nesta cidade parecem se utilizar de açúcar e Sonrisal. Prova disso é que basta uma simples neblina para o asfalto ceder e engolir os veículos. Temo que o volume de água que vem caindo em todo o Estado nestas últimas semanas, acabe por tirar o RN definitivamente do mapa do Brasil. E nossos legítimos representantes escolhidos por nossos votos veem dando uma grande contribuição para este acontecimento.

Para onde será que vai todo o dinheiro que a Prefeitura Municipal do Natal arrecada a título de IPTU? Considero esta pergunta bastante pertinente, porque o valor que cada morador de Natal paga por esse imposto, é reajustado todo ano, mesmo que o imóvel permaneça sem qualquer alteração. Esses valores, conforme explicam os administradores, são usados para promover melhorias na cidade. Mas não é o que se vê de fato. É surpreendente perceber que esta cidade não recebe melhoria de nada.

A cidade do Natal há muito vem se revelando uma lástima, em relação as outras capitais do País. Basta fazer uma rápida visita a João Pessoa, cidade que durante muito tempo foi considerada como o quintal da “Cidade do Sol”, para se ter uma ideia do atraso ao qual Natal foi submetida nos últimos anos. João Pessoas evoluiu, melhorou e cresceu, enquanto Natal implodiu. A cidade parece ter sido vítima de um grande bombardeio, lembrando uma cidade fantasma depois de uma guerra.

João Pessoa hoje é uma das cidades mais procuradas pelos turistas e por aqueles que desejam melhores condições de vida. Especialmente no que se refere à Segurança Pública – coisa que não existe mais em Natal, onde os bandidos fazem a festa e aterrorizam os cidadãos de bem que vivem trancados em suas casas.

Os marginais estão tão confiantes na impunidade, que começam a esquecer os assaltos ao Zé Povinho e agora partem para atacar as castas mais abastadas. Nestes últimos dias a mulher de um juiz foi assaltada nas imediações do Natal Shopping Center, conforme foi amplamente divulgado pelas redes sociais.

Mas, roubos, assaltos e sequestros relâmpagos passaram a fazer parte da rotina do povo potiguar, de forma que tais acontecimentos já não causam mais surpresa ou indignação a população. Acredito que ainda causa medo, mas até o medo está se tornando algo natural.

Esta é a prova de que a Segurança Pública potiguar está falida e ninguém se preocupa com o fato. Daqui a pouco, se ninguém tomar uma providência, cada cidadão potiguar além de se proteger com cercas elétricas, câmeras espiãs, ferrolhos, cadeados e cachorros bravos, também terá que construir em suas casas, um Quarto do Pânico, a exemplo do filme de Jodie Foster, a fim de sentir um pouco da sensação de segurança há muito esquecida.

Se for para depender das atitudes desta governadora do RN, estaremos todos ferrados e mal pagos e cada vez mais expostos à fúria dos deuses. Para mim, esta fúria se revela pela decepção com a corrupção que corre solta e desenfreada entre a classe política.

Fico impressionada com a cara de pau desses governantes que arrecadam tanto dinheiro neste Estado e nada fazem para melhorar a vida do povo, que trabalha muito para sustentar esses sanguessugas, garantindo-lhe uma vida nababesca.

Penso que está na hora da população tomar consciência que a governadora deste Estado e os prefeitos das cidades do RN são nossos empregados. Eles, portanto, devem prestar contas de suas ações e de todo o dinheiro colocado em suas mãos para melhorar as condições de vida da população. Caso contrário, teremos que amargar a fúria dos deuses por muito tempo.

Compartilhar em:

Entre na discussão!

Fique tranquilo, seu email está seguro.