Dia: 7 de maio de 2021

Vereador Kériclis Júnior cobra utilização do novo cemitério de São José de Mipibu

Terreno onde foi construído o novo cemitério na sede do município

O vereador Kériclis Alves Ribeiro Júnior (PP) encaminhou requerimento ao secretário Municipal de Obras de São José de Mipibu, Alexson Adriano, solicitando informações do porquê do não funcionamento do novo cemitério na cidade.

Kericlis Júnior justifica que “diante das necessidades atuais, em que passamos por uma pandemia, com vários óbitos, muitos não tem onde enterrar seus entes, já que todos os cemitérios públicos do nosso município estão beirando a sua capacidade total”.

A superlotação dos cemitérios de São José de Mipibu é um velho problema que vem atormentando a todos: a superlotação do único cemitério da cidade de São José de Mipibu. Diante disso, muitos procuram enterrar seus familiares nos cemitérios da zona rural e em municípios vizinhos, já que não há espaço disponível em São José de Mipibu.

 O problema se arrasta há quase 30 anos. A última reforma foi feita na administração do ex-prefeito Leonel Santos. Na última gestão do prefeito Arlindo Dantas (2017-2020), a prefeitura adquiriu um terreno, nas proximidades do bairro de Pau Brasil. O cemitério foi deixado murado, mas precisa de alguns detalhes, como capela, passeios, além de demarcação dos túmulos.

Projeto do novo cemitério de São José de Mipibu

Único cemitério da cidade está  superlotado

O único cemitério da sede do município de São José de Mipibu já não tem mais vagas. O assunto vem sendo denunciado pelo ALERTA, há mais de 20 anos.

Cemitério da sede do município está superlotado há anos

A situação torna-se constrangedora e até humilhante quando as famílias procuram o coveiro e esse diz que vai “dar um jeito de arranjar um lugar”, para enterrar um ente querido. Não é raro ao escavar uma cova rasa, aparecer ossos e restos de madeira de caixão, levando a crer que aquele espaço já estava aforado.

Em todo o município de São José de Mipibu existem quatro cemitérios. O da sede do município e nas comunidades rurais de Laranjeiras do Abdias, Mendes e Arenã. Quase todos eles também se encontram superlotados.

Espera-se que o prefeita José Figueiredo inclua como obra prioritária, da sua gestão, colocar em funcionamento o novo cemitério de São José de Mipibu, conforme  consta no Plano de Governo, publicado durante a campanha política.

Projeto Câmara Cultural apresenta Live Solidária em prol dos músicos mipibuenses

A Câmara Municipal de São José de Mipibu realizará uma Live Solidária, visando apoiar a classe artística mipibuense, em especial, os músicos locais. A live ocorrerá, neste sábado, 8 de maio, a partir das 19h, no canal da Câmara Municipal de São José de Mipibu.

Pensando em uma forma de apoiar a classe artística local, a presidente da Câmara Municipal, vereadora Carla Simone, lançou através do Projeto Câmara Cultural, essa live para ajudar os músicos mipibuenses.

“Iniciamos a contagem regressiva!Faltam poucas horas para o início da 1ª Live Solidária realizada pela Câmara Municipal de São José de Mipibu através do Projeto Câmara Cultural. O evento reúne parte dos grandes músicos mipibuenses e trás consigo a alegria, o brilho e o desejo de que a normalidade do aconchego, do abraço e do trabalho nosso de cada dia, volte a integrar nossa vida. Mas, até lá, estaremos presentes mesmo que seja virtualmente, demonstrando a solidariedade e o amor ao próximo que tanto precisamos testemunhar nestes dias tão difíceis”, conclama a vereadora Carla Simone.

Contamos com a sua Doação!

Pix 07791454459 Agência: 2642 -5Cc: 28550 – 1 Variação: 51

PONTO DE ARRECADAÇÃO DE ALIMENTOS

Local: Câmara Municipal -Sábado 08/05, das 8h às 12h

Governo paga, este mês, a segunda parcela do 13º de 2018

Receberão de forma integral os servidores com salários até R$ 4.500,00 — valor líquido. Os demais servidores receberão RS 2.000,00 de forma linear. Com isso, o Governo mantém meta de quitar última parcela até novembro deste ano.

A governadora, professora Fátima Bezerra, anunciou nesta sexta-feira (7), o pagamento da segunda parcela do 13º salário de 2018 neste mês de maio. O anúncio foi feito durante reunião virtual com o Fórum dos Servidores, na manhã desta sexta-feira (7).

Receberão integralmente os servidores com proventos até RS 4.500,00 [valor líquido]. Somada à primeira parcela paga em janeiro deste ano, o Governo quita 70% da terceira folha em atraso, herdada da gestão anterior. Os demais servidores — aqueles com salários acima de RS 4.500,00 [valor líquido] — receberão RS 2.000,00 de forma linear. Para o pagamento desta segunda parcela, o Governo investe RS 108 milhões.    

“Quero registrar todo o esforço que o Governo vem fazendo para manter os salários dentro do mês, desde que assumimos; e, mais, quitando os atrasados deixados pela gestão anterior. Nem calendário de pagamento os servidores tinham”, ressaltou a governadora.

A chefe do Executivo estadual ainda destacou que este pagamento ajudará na recuperação da economia do Rio Grande do Norte. “Estamos conseguindo fazer isso mesmo diante de uma pandemia. Somos um governo de palavra. Não esquecemos os compromissos assumidos”, afirmou.

Fátima Bezerra também anunciou que o Governo continua trabalhando para quitar a terceira folha até novembro deste ano. “Não estamos fazendo favor. Este pagamento é um direito do servidor”, enfatizou a governadora.

Pagamento do 13º salário dos aposentados do INSS começa neste mês de maio. Veja as datas

O governo federal confirmou que antecipará o pagamento do 13º salário para aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

A primeira parcela começa a ser paga no dia 25 deste mês e segue até 8 de junho. Já a segunda parte do abono cairá na conta entre 24 de junho e 7 de julho. A data varia conforme o valor que recebe do INSS —se é até um salário mínimo (R$ 1.100, em 2021) ou acima disso — e o número final do benefício.

A primeira parcela do 13º salário corresponde a 50% do valor do benefício. Na segunda parcela, porém, pode haver desconto do Imposto de Renda.

Veja o calendário de pagamentos

As datas variam de acordo com o valor da aposentadoria, pensão ou auxílio e o número final do benefício, sem considerar o dígito. Se o número do benefício é 123.456.789 – 0, por exemplo, não considere o “0”. O número final é 9.

Benefícios com valor de até um salário mínimo

FinalMaio — 1ª parcela do 13ºJunho — 2ª parcela do 13º
125 de maio24 de junho
226 de maio25 de junho
327 de maio28 de junho
428 de maio29 de junho
531 de maio30 de junho
61 de junho1 de julho
72 de junho2 de julho
84 de junho5 de julho
97 de junho6 de julho
08 de junho7 de julho

Benefícios com valor acima de um salário mínimo

FinalMaio — 1ª parcela do 13ºJunho — 2ª parcela do 13º
1 e 61 de junho1 de julho
2 e 72 de junho2 de julho
3 e 84 de junho5 de julho
4 e 97 de junho6 de julho
5 e 08 de junho7 de julho

Cristiane Dantas cobra regularidade do Programa do Leite no RN

A deputada Cristiane Dantas (SDD) cobrou nesta quinta-feira (6), durante pronunciamento na sessão plenária da Assembleia Legislativa, informações do Governo do Estado quanto à regularidade do Programa do Leite no interior do Rio Grande do Norte. Segundo a parlamentar, o atendimento não vem sem feito em alguns municípios potiguares.

“Encaminhei requerimentos à Sethas e Emater solicitando informações sobre o programa que não vem sendo efetivado em todos os municípios. Em São José do Mipibu, por exemplo, está completando um ano sem beneficiários. Em Georgino Avelino também foi constatado o mesmo. Queremos saber por quais motivos alguns municípios tiveram o programa interrompido, sobretudo nesse momento de vulnerabilidade e instabilidade causados pela pandemia?”, indagou Cristiane.

De acordo com ela, a descontinuidade do programa acarreta impactos sociais e econômicos à população Norte-rio-grandense. “É um impacto duplo: tanto economicamente para os produtores que vendem o leite ao Estado, como socialmente para as pessoas que necessitam receber esse benefício. Fica aqui a nossa cobrança por respostas”, concluiu.

Nova Política: Senador grava audiências em seus gabinetes e transmite em lives

O senador Styvenson Valentim (Podemos) não tem como prática em Brasília a política de portas abertas para prefeitos, vereadores e lideranças que buscam o apoio do seu gabinete a pleitos do povo do Rio Grande do Norte.

Agora, uma novidade a mais para quem busca sua ajuda no Senado.

As reuniões são gravadas e transmitidas em lives por suas redes sociais. Até aí, tudo bem. O detalhe é que ele não avisa aos presentes da prática. Isto é, só ele sabe que está sendo filmado.

Ontem, seus seguidores puderam acompanhar, por exemplo, uma audiência com o secretário Adjuto Dias (Semtas), que tem como preocupação os menores infratores de Natal, a questão da ressocialização de crianças e jovens.

Styvenson reafirmou o que não é segredo nas entrevistas que o fizeram senador da República: “bandido bom é bandido morto”. E que não acredita em ressocialização de menor que já praticou algum delito:

“90% voltam para o crime…”

Do blog Território Livre